terça-feira, 31 de dezembro de 2019

2019 chega ao fim...

No início deste ano, estava empregada. De licença de maternidade. Com seguro de saúde da empresa para todo o agregado familiar. O marido também a trabalhar. Em abril, terminada a licença de maternidade, não me foi renovado o contrato. Atirada para o desemprego, fui-me agarrando a trabalhos de babysitting e limpezas. Felizmente, fui tendo trabalho. E as coisas iam correndo bem nesse campo.

A minha filha cresceu a olhos vistos e está uma bebé cada vez mais linda e traquina. Dá-me conta do juízo, é verdade. Mas faz-me tão feliz, a minha bebé furacão. O meu filho acabou a etapa do ensino primário, adaptou-se melhor do que esperava à transição para o ciclo e começou a ir orgulhosamente sozinho para a escola. O meu orgulho.

Pudemos passar uns fins de semana fora em família e ir de férias para o norte. Logo depois das férias, ficámos os dois sem trabalho. E tudo desabou. As nossas magras poupanças depressa desapareceram. Queria, neste ponto, agradecer aos meus pais, que são sempre o meu pilar e que me ajudaram sempre tanto, com tanto. Aos meus sogros por comprarem leite, fraldas e roupinhas para a Alice com alguma regularidade. Às duas meninas aqui da blogosfera que nos deram um balão de oxigénio com a sua ajuda, sem nos conhecerem. À minha irmã e à minha cunhada que nos convidaram para a sua festa de final de ano sem nos cobrar nada (todos os restantes vão dividir os gastos). E a um grupo pequeno (porque não ando exactamente a fazer propaganda) de pessoas que nos deram alguns bens alimentares para nos ajudar.

Criei um grupo de doações para moradores aqui da vila, com o intuito de reduzir o desperdício e dar novos donos a coisas que para algumas pessoas já não servirão.

Ressuscitei a Luta Por Um Sorriso para ajudar duas famílias carenciadas que, ao contrário da minha (estou confiante que é apenas uma fase!), dificilmente conseguirão dar a volta por cima.

Perdi o meu avô.

Não consegui ler nada, o que muito me deixou desgostosa.

Mas, em compensação, dei-lhe forte nas séries e vi muitas!

Comemorei com aqueles que me são mais próximos o primeiro aniversário da minha caçula.

Com o mais velho à porta dos 11, apercebi-me que sou mãe de um pré-adolescente!

Celebrei um ano de casamento.

E esta noite completamos 8 anos de relacionamento.

Feliz 2020 para todos!

5 comentários:

  1. Que 2020 vos traga tudo de bom, empregos, saúde, e muita felicidade.

    ResponderEliminar
  2. Espero que 2020 vos traga só coisas boas, principalmente saúde e um trabalhito para os dois.

    Muita força.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  3. Boas coisas virão em 2020, novas carreiras, muitas risadas e amor :)

    ResponderEliminar
  4. Olá, a vida às vezes tem uma época baixa assim, mas não há mal que sempre dure!
    Eu também tenho passado as minhas tormentas, mas ainda não perdi a minha fé!
    Que 2020 tragas muitas bênçãos, estabilidade financeira, saúde e alegrias!

    Beijinhos

    ResponderEliminar

Manda o teu bitaite

A minha relação com o peso

Exactamente um mês depois do último post (sou péssima com a assiduidade por estas bandas), cá estou para vos falar um pouco deste tema. Toda...