domingo, 22 de março de 2020

E esse isolamento social?

 







Por aqui, muito miminho nos meus rebentos e amor entre irmãos. Sou apaixonadíssima pela relação que os meus filhos têm, enche-me verdadeiramente o coração. O Leo tem uma paciência infinita para a Alice e ela quer é brincadeira com o irmão.

Escola à distância

Trabalho com o tema "O Nosso Sado". O meu pai diz que parece um quadro do Picasso 😂

Tentar fazer qualquer trabalho da escola com a Alice por perto é assim uma missão impossível 😆

Prendinhas improvisadas para o Dia do Pai

Voltei a ter tempo para fazer exercício. Tenho feito aulas online, já que agora há meio mundo de instrutores a dar aulas em directo todos os dias!

De resto, o do costume, as tarefas domésticas habituais e ver as minhas séries. Agora com mais calma e tempo... obrigatoriamente! E por aí? Como têm sido estes dias?

quinta-feira, 19 de março de 2020

Festa remember

No início do mês de Março, antes de esta bomba explodir no nosso país, dei uma festa com o tema final dos anos 90, inícios de 2000. Acho que sou uma sortuda por ter crescido na década de 90 e estou certa de que não sou a única a pensar assim. Fiz a maior parte da comida, alguma encomendei a uma pessoa conhecida. Arranjei acessórios para a malta usar e montei um cantinho com relíquias alusivas à época. Colei imagens pelo espaço da festa (Big Show Sic, Buffy, Dragon Ball, McGyver, Alf, Sailor Moon...). Ouvimos Anjos, Shakira, Britney Spears, Backstreet Boys, N'Sync, Nelly Furtado... no meio de uma playlist assim enooorme. Andei um tempão a fazer quantos-queres para usar na decoração. Fiz plaquinhas com frases que nos transportavam para aquela altura. Assim, numa fase em que não podemos estar com as nossas pessoas e, muito menos, dar festas, deixo-vos aqui um registo fotográfico do dia que me levou de volta à minha infância e adolescência. Alguém se revê?































terça-feira, 17 de março de 2020

A quarentena trouxe-me de volta


Nos últimos tempos, tive que arregaçar as mangas para não deixar as nossas finanças afundarem de vez e voltei a tomar conta de crianças. Com horários diferentes, mais a lida da casa e os meus filhos, simplesmente deixei de ter tempo livre. O blog foi a primeira coisa a ficar para trás. Agora, os meus meninos estão em isolamento social voluntário com os pais e eu de quarentena também com os meus apenas. Pelo menos, até ao final do mês, será assim. Depois disso, não sei. Estamos todos na incógnita do que se vai passar daqui para a frente.

Em relação à crise que estamos a viver, confesso que, não sendo eu uma pessoa muito alarmista, não faço parte do grupo que varreu as prateleiras dos supermercados, mas calma... que também não me insiro naqueles que vão para as praias, bares e afins. Fiz as minhas compras na passada 6ª feira, um pouco maiores do que o costume para aguentar estes dias, mas nada de muito exagerado. Nem trouxe papel higiénico, vejam bem, que parece ser agora o bem mais essencial na vida dos portugueses! No entanto, a verdade é que tive que correr no supermercado, porque era impossível fazer as compras normalmente e com calma, porque via tudo a desaparecer a uma velocidade vertiginosa, tal era a ânsia das pessoas. Eu e o meu marido tivemos que nos dividir para conseguir chegar a tudo o que precisávamos e um de nós esteve sempre agarrado ao carrinho. Infelizmente, já tem havido pessoas a tirar coisas dos carrinhos alheios desde que começou esta corrida aos supermercados. Uma vergonha.

Que dizer? Após meses a tratar de crianças de manhã à noite, todas pequeninas, com diferentes horários, almoços, sestas, jantares, toda uma azáfama e não parar um segundo... agora só com os meus, isto parece peanuts. Estou ligeiramente preocupada com a questão da escola, não se sabe o impacto que isto vai ter, havendo no ar a possibilidade de não haver aulas no 3º período. Também com o orçamento familiar porque nós, não trabalhando, não recebemos. Mas, no fundo, o que quero é que tenhamos todos saúde e confesso que fico mais descansada se estivermos todos em casa. Neste momento, só o meu marido é que sai, porque é obrigado para ir trabalhar. Chega a casa e toca a despir, roupa para lavar, banho directo, andamos sempre a desinfectar e a lavar as mãos. 

Neste momento em que julgo que todos nós devemos estar a sentir-nos um bocadinho paranóicos, deixo-vos com esta foto maravilhosa dos meus pequeninos e votos de que todos por aí estejam bem e assim continuem. Por favor, fiquem em casa (dentro das possibilidades de cada um, claro...) e cuidem-se. #vamostodosficarbem

A minha relação com o peso

Exactamente um mês depois do último post (sou péssima com a assiduidade por estas bandas), cá estou para vos falar um pouco deste tema. Toda...