sábado, 29 de outubro de 2016

Entrega de bens essenciais

Apesar de fazermos divulgação do nosso projecto solidário, temos pouca atenção, pouca adesão e alguma dificuldade em angariarmos bens. Somos uma equipa pequena, com poucos meios, poucos recursos, pequena dimensão e tempo curto. No entanto, fazemos o que conseguimos e no fim de semana passado conseguimos angariar muita coisa com a apresentação da peça de teatro infantil, bem como algum dinheiro, que usámos para comprar bens perecíveis e algumas coisas que estavam em falta. Hoje fomos fazer a entrega às duas famílias que ajudamos regularmente. Boa sorte a ambas!

Família da Liliana

Família da Margarida

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Séries viciantes #10


Sinopse: Dividida entre o tempo presente e o futuro, a história gira em torno de um grupo de recrutas do FBI que recebe treinamento na Virgínia nos dias de hoje. Em flashforwards veremos que um dos recrutas se revela um terrorista que realizou um dos mais surpreendentes ataques em solo americano desde o 11 de setembro.

Opinião: A protagonista não atrai para ela todas as atenções, sendo dado também destaque, e muito bem, a vários outros personagens. É uma teoria da conspiração e uma perseguição desenfreada pela verdade. É uma série cheia de reviravoltas, acção e adrenalina. Quando pensamos que estamos a perceber, acontece algo que muda isso. Há muita coisa que só vai fazendo sentido à medida que os episódios vão passando, pois é cheio de subtramas.

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Em Modo Saudosista #7


Esta novela passou na televisão há 21 anos, é de 1995. Ou seja, eu tinha 7 anos! Mas acompanhei a novela. Oh, céus, eu via tanta novela brasileira quando era pequena. Agora penso como é que uma pequenice daquelas podia gostar de assistir a uma novela, mas... a verdade é que assistia e gostava. Lembro-me bem desta. Aquilo era tudo mágico para mim, o mundo cigano, a alegria deles, a música no acampamento, a dança à volta da fogueira, a sedução do príncipe encantado, a luta entre dois príncipes pela sua princesa cigana. Acho que nunca me vou esquecer da Dara e as suas saias compridas, as lantejoulas, o cabelo comprido e encaracolado e toda a magia que envolvia o mundo dela. E por aqui, alguém se lembra da Explode Coração?

Casamento Dara e Igor

Ciganas

Dara e Igor

Dara e Júlio Falcão

Jairo, Ianca e Lola (pais e irmã de Dara)

Salgadinho e Lucineide

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Frio, onde estás??


É impressão minha ou este Outono está demasiado quente? Sei que já chove como o caraças, já há vento, já há céu cinzento e a noite a cair mais cedo. Mas caramba, ainda ando bem sem casaco, se estiver em muito movimento, ainda me sinto bem de manga curta. Quero casacos, luvas, gorros, cachecóis. Quero mantinhas no sofá, chá quente e ouvir a chuva a cair lá fora. Como é, Outono?! Chegas em força ou nem por isso? Sinto a tua falta. Anda lá, estou à tua espera!

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Livros que recomendo #14


Sinopse: Numa manhã de 1945 um rapaz é conduzido pelo pai a um lugar misterioso, oculto no coração da cidade velha: o Cemitério dos Livros Esquecidos. Aí, Daniel Sempere encontra um livro maldito que muda o rumo da sua vida e o arrasta para um labirinto de intrigas e segredos enterrados na alma obscura de Barcelona.
Juntando as técnicas do relato de intriga e suspense, o romance histórico e a comédia de costumes, "A Sombra do Vento" é sobretudo uma trágica história de amor cujo o eco se projecta através do tempo. Com uma grande força narrativa, o autor entrelaça tramas e enigmas ao modo de bonecas russas num inesquecível relato sobre os segredos do coração e o feitiço dos livros, numa intriga que se mantém até à última página.

Opinião: Gosto muito desta obra por ser, não só, mas também uma homenagem ao poder dos livros, o efeito que pode ter no leitor, especialmente em idade tão tenra e ainda susceptível. É fascinante como a história do personagem se confunde com a do autor do livro, também ele um personagem d'A Sombra do Vento. É um livro com uma escrita rica e poética, cheia de floreados, até para descrever a coisa mais mundana. O que começa por parecer simples, conduz-nos juntamente com o personagem principal, a algo mais profundo, grave, segredos enterrados e muito mistério. É um livro com muito suspense e sobre (também) a descoberta do amor e do mundo que aconselho mesmo. É muito bom!

domingo, 23 de outubro de 2016

Peça de teatro solidária: o resultado

Ontem, no âmbito do meu projecto de solidariedade Luta Por Um Sorriso, realizou-se no Pinhal Novo a apresentação da peça de teatro infantil Carlos, o Coelho Maldisposto. Nós temos muita dificuldade em angariar fundos e bens essenciais para ajudar as famílias carenciadas que recorrem a nós, devido a sermos um projecto pequeno, com poucos meios e pouco tempo. Felizmente, vão aparecendo pessoas disponíveis para nos ajudar nesta causa e, ontem, compareceram para assistir à peça cerca de 70 pessoas. Foi um sucesso maior do que esperávamos, porque, infelizmente, temos sempre pouca adesão às iniciativas e temos que fazer muita publicidade, apesar de ser por uma boa causa. Assim, queria deixar o meu agradecimento a toda a gente que compareceu, bem como à Sociedade Filarmónica União Agrícola (S.F.U.A.) do Pinhal Novo, que, pela segunda vez, nos cedeu o espaço para um evento e, por último, ao Cénico da Incrível Almadense, uma actividade cultural da Sociedade Filarmónica Incrível Almadense (S.F.I.A.), que veio representar a peça e ainda nos trouxe imensos bens alimentares e alguma roupa; e à Mafalda Pereira, a encenadora, que disponibilizou a equipa do Cénico para esta iniciativa. Aqui ficam algumas fotos e um grande obrigado a todos!
























Separadas à nascença #8


À esquerda - Lucy Hale (actriz)
À direita - Selena Gomez (cantora)

Estas não posso dizer que acho que sejam cópias uma da outra, como algumas que vejo, mas cada vez que olho para uma, lembro-me da outra, acho as pequenas mesmo parecidas.

sábado, 22 de outubro de 2016

O Porto pelos nossos olhos #5







Ponte D. Luís

Vista da Ponte D. Luís










Ribeira


Ribeira





Estação Porto Campanhã






Os senhores super simpáticos da residencial


O Boo a fazer a sua primeira tattoo