quinta-feira, 31 de março de 2016

Primavera do caraças


Yay, Primavera!
Alergias, boa. Gosto tanto!
Adoro ter frio de manhã e calor à tarde. Ou saio à rua encasacada e morro de calor à tarde, ou saio à fresca e morro de frio logo de manhã. Ah, a Primavera. Que coisa maravilhosa.

segunda-feira, 28 de março de 2016

domingo, 27 de março de 2016

Pecados de Páscoa

Tenho-me portado lindamente nos últimos tempos, mas fim-de-semana de Páscoa são facadas na dieta. São 3 dias de festa! Um horror. Ora vejam.

Quiche

Salada de frango e salada de atum com feijão frade

Enchidos

Enchidos

Salgadinhos

Fruta e doces de aniversário

Mousse de maracujá, tarde de amêndoa, salame e torta de chocolate

Doces de aniversário

Rissóis e panados

Chouriços

Azeitonas

Bolachas de tomilho

Manteiga de ervas

Patê

Camarões fritos

Bifes panados

Choco grelhado na brasa

quinta-feira, 24 de março de 2016

Body Pump

Hoje a academia onde ando lançou uma modalidade nova por lá: o Body Pump. Nunca tinha experimentado e, por isso, fui. Tenho-vos a dizer que não me mexo. E nem quero pensar amanhã. É uma coisa cansativa, mas promete resultados relativamente rápidos.


O que é?
O Body Pump é uma aula de 45-60 min. sem impacto, concebida para dar ao seu corpo um treino completo usando barras e pesos, ao som de música estimulante. É uma sessão de grupo orientada por instrutores fantásticos e muito qualificados. Começando por um aquecimento geral do corpo todo, a aula acaba por trabalhar todos os grupos musculares.

Benefícios
O maior atractivo do Body Pump é que os resultados são rápidos. Mas há outros benefícios: simplicidade e eficácia; podem participar na mesma aula alunos de todas as idades e níveis desportivos; condicionamento e tonicidade muscular; aumento do metabolismo; aumento da capacidade para queimar gorduras; um treino diferente e sério que o deixa com uma enorme sensação de bem estar!




A ver vamos como isto corre daqui para a frente. O que eu, realmente, gosto é de dançar. Foi para isso que me inscrevi ali, uma academia de dança. No entanto, tenho desafiado a minha força de vontade e os meus limites. A fazer Power Step, Balance, Zumba Toning, Zumba Step, Bokwa e, agora, Pump. Há que experimentar e continuar para ver resultados.

Começar bem o dia de folga

O bem que me soube acordar ás 9h em vez de às 6h30! E tive vontade de ficar na cama, com o filho e o namorido ainda a dormir e tudo em silêncio. Mas resisti a essa vontade e levantei-me para ir à academia, como tinha combinado. A força de vontade é tudo. Uma aulinha de Bokwa logo pela manhã para começar bem o dia foi revigorante. Continuo a gostar desta modalidade, são aulas super divertidas.


Finalmente, rendi-me às papas de aveia. A primeira vez que experimentei, não achei graça nenhuma àquilo. E pus de parte durante muito tempo. Até porque não estava propriamente preocupada com a minha alimentação (shame on me!). Apenas experimentei por mera curiosidade, para conhecer o fenómeno que assolou o mundo fit. Mas agora, que me tenho focado mais nisso, resolvi dar uma nova oportunidade às papas de aveia. E a verdade é que estou rendida. Ando numa fase de experiências culinárias saudáveis e encontrei uma receita que me agrada muito. É a receita da Joana, do blog Palavras que enchem a barriga. Papas de aveia com banana, canela e mel. A única coisa que faço diferente é juntar o mel antes de ir ao lume e não apenas no fim. Hoje, experimentei a mesma receita com pêra. Deliciosa! Esqueci-me de tirar foto, mas é qualquer coisa como isto (sem as sementes).

Do blog Food & Emotions

Muito bom! As papas de aveia são boas por serem versáteis, podemos experimentar uma série de variantes, conforme o gosto e o apetite na altura. Vi uma receita de uma com morangos que me chamou a atenção e que também tenciono experimentar. Quando o fizer, partilho convosco! Hoje, pela primeira vez desde que comecei uma alimentação mais equilibrada, permiti-me comer arroz. Não deixei de comer intencionalmente, mas pus um pouco de parte arroz, massa, batatas. E comecei a optar pela batata doce. Saborosa e mais saudável.

Salada, arroz e nuggets de frango

Deixei de fazer os douradinhos e os nuggets em óleo e passei a fazer no forno. Ficam saborosos e é uma opção mais saudável. Também deixei de fazer o arroz frito em refogado e passei a cozê-lo só em água, sal e manteiga. Resumidamente, no todo, não fiz mudanças radicais na minha alimentação, mas pequenas mudanças que penso que podem fazer a diferença!

quarta-feira, 23 de março de 2016

Descanso e vida saudável

Esta semana foi apenas de três dias de trabalho. Agora são quatro em casa. E que bem me vai saber! Tem sido um corre-corre: muito trabalho, muita academia, desdobrar-me entre isso e a vida familiar. E ando a investir numa alimentação mais saudável. Nada de dietas loucas, até porque não posso restringir tudo, só o facto de pensar que não posso comer as coisas, dá-me vontade de comer tudo! Tenho puxado pela imaginação e pesquisado muito na net e tem resultado. Tenho usado e abusado dos wraps, dá para pormos mil e uma coisas lá dentro! Assim, deixo-vos aqui do o jantar de hoje.
 

Wrap de queijo quark, rúcula, carne, cogumelos e cebola

segunda-feira, 21 de março de 2016

Séries viciantes #6 \\ How I met your mother


Sinopse: A série gira em torno da vida de Ted Mosby e dos seus amigos, que é narrada pelo próprio aos seus filhos, 25 anos mais tarde. Ted conta então aos filhos as histórias e peripécias que o levaram a conhecer a mãe deles. As outras personagens principais são Marshall Eriksen, Robin Scherbatsky, Lily Aldrin e Barney Stinson.

Em 2005, aos 27 anos, o jovem Ted Mosby, após o seu melhor amigo, Marshall Eriksen, ficar noivo, decide finalmente ir em busca da sua cara-metade. Com gestos românticos questionáveis, Ted conhece Robin Scherbatsky, no bar que costumavam frequentar, Maclaren's Pub. Após uma série de eventos Robin passa a pertencer ao grupo de amigos de Ted: Barney, Marshall, e sua noiva, Lily, que namoram desde o primeiro ano da faculdade. 

Ponto bastante interessante do How I Met Your Mother é a forma como a série é conduzida. Uma vez que a história se faz por uma narração, feita por Ted Mosby no futuro, os autores tiram proveito disso. Narrações são construídas com base em relatos, testemunhos, ou seja, estão sempre sujeitas as emoções do interlocutor no momento em que ele vivencia a acção ou, quando mais tarde, analisa tal acção com juízos de valores agora diferentes. Neste contexto, mentiras são aceites, pois não se trata a narração de um retrato fiel do passado. Inúmeras vezes nos deparamos com os personagens actuando de forma surpreendente e impossível. Concluindo, o espectador nunca sabe o que virá pela frente e se o que está a ver realmente aconteceu daquela forma, ou até mesmo, se chegou a acontecer.

Barney, Robin e Lily antes do casamento

Casamento do Barney e da Robin

Girls vs. Suits

Uma das famosas intervenções

Os óculos raio-x do Barney

O gang no McLaren's

Opinião: Uma série que já vi do primeiro ao último episódio e sobre a qual não tenho nada a apontar. É fantástica, é tudo de bom, as personagens são o máximo. Acho que é uma série que, globalmente, gerou críticas muito positivas por ser criativa, divertida e demonstrativa de várias coisas da vida real. As piadas que surgem ao longo de toda a série são bem-vindas e absolutamente geniais, com personagens perfeitas. São 9 temporadas que retratam a vida destes amigos e nos mostra o seu desenvolvimento e relações à medida que vão envelhecendo, o amor, a amizade, as aventuras. Culmina num desfecho inesperado e que revoltou muitos fãs. Eu própria não fiquei imediatamente satisfeita com o final, mas após alguma reflexão, acabei por decidir que existem razões para terminar assim e que todo o desenvolvimento da vida dos personagens iria chegar onde chegou. Independentemente disso, é uma série que recomendo VIVAMENTE, que todos devíamos ver, pois além de ser engraçada como o caraças, tem ensinamentos por entre as tiradas humorísticas. Vejam vejam! 

sábado, 19 de março de 2016

Pais cá de casa

Feliz dia do Pai aos melhores pais do mundo!

Pequeno-almoço do pai para levar à cama

Prendinhas ao acordar

Lembranças para o paizão

A Cy, o pai e a mana

O paizão com as prendinhas

Porta-chaves que o filhote fez

Mousse preferida do papá que fizemos para ele

Superando-me!

Como já referi aqui, uma das modalidades que faço na academia que frequento é o Body Balance. Algo que requer, entre outras coisas, algum equilíbrio. E quem me conhece sabe bem o quanto eu sou uma pessoa desequilibrada. Tropeço nos próprios pés, inclusivamente em piso direito, sem obstáculos e sem estar em cima de saltos. Logo, para quem me é próximo, pensar em mim a fazer poses de equilíbrio é uma piada. Até para mim! Tenho uma dificuldade enorme em concretizar o que a instrutora faz nesta parte da aula, poses como estas.





Mas vou às aulas, treino e não desisto. E hoje, pela primeiríssima vez, consegui fazer a faixa do equilíbrio sem me desequilibrar! E isto é um feito daqueles para mim. Até a minha amiga que frequenta as aulas comigo ficou contente! Foi uma sensação de vitória incrivelmente boa, ver que o esforço acaba por compensar e que o treino dá resultados. É uma modalidade que desafia todos os músculos do nosso corpo, experimentem!