segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Novidades...

Despedi-me. Há 5 anos, entrei numa fábrica, onde acabei por travar conhecimento com muita gente e trabalhar com pessoas muito porreiras. Esta é a minha última semana lá. Vou sair por opção. Dali levo a minha primeira experiência em ambiente fabril, a aprendizagem do trabalho em linha de montagem e armazém; a primeira vez que tive que usar farda e o primeiro contacto com o ramo automóvel. Em 2012, pus o pé naquela fábrica com receio de não me habituar àquele tipo de trabalho, perdi-me meia dúzia de vezes nos primeiros dias e, agora, conheço de uma ponta à outra aquele espaço que já me é tão familiar. Surgiu uma nova oportunidade também em fábrica, mas com bastante melhores condições e regalias. Há cerca de um mês que comecei o processo de recrutamento, sempre sem saber se chegaria ao fim. Na semana passada, passei a última fase. Já entreguei toda a documentação e experimentei o fardamento. O passo seguinte foi contactar a empresa de trabalho temporário que me emprega actualmente e assinar a carta de rescisão. Hoje falei com o meu chefe. E já comecei a dizer aos meus colegas que o meu percurso ali está a chegar ao fim. Confesso que estava confortável ali e tenho algum (muito!) receio que as coisas não corram bem, não vou mentir. Mas não quero acabar num trabalho que não é o que desejo, com condições muito abaixo daquilo que quero para a minha vida. Achei que devia arriscar. Agora, vamos ver!

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

A banda sonora da minha adolescência

Fiz uma compilação de algumas músicas que me acompanharam enquanto adolescente, para partilhar convosco. Talvez alguns se identifiquem. 😊 Coloquei apenas 10 aqui, mas podia acrescentar muitas (tantas!) mais. Muitas das que ouvia na altura, continuo a gostar e, na maioria das vezes, deixam-me nostálgica e transportam-me para há 15 anos. E vocês, quais as músicas que marcaram os vossos anos de adolescência?



















quarta-feira, 13 de setembro de 2017

The Voice Portugal

Nem sempre acompanho este género de programas, porque custa a suscitar-me interesse. Uma parvoíce, na verdade, porque adoro ouvir grandes vozes, gosto mesmo quando a malta canta bem, mas tão bem, que dói. E chego a emocionar-me com certas interpretações. E as reacções quando o júri os aprova são o melhor. Tão genuínas, tão emocionadas e verdadeiras. É uma pena que muitos destes concorrentes não tenham, posteriormente, após o final do programa, o reconhecimento e destaque que merecem, porque há muitas vozes absolutamente arrebatadoras em Portugal.


Neste formato, não só dos concorrentes se faz o programa, mas também dos apresentadores e, principalmente, dos mentores. No The Voice Portugal, prende-me um pouco ao ecrã a interacção destes mentores. Gostando ou não do Anselmo Ralph, da Aurea, da Marisa Liz ou do Mickael Carreira e da sua música, tenho que admitir que eles fazem uma equipa boa, engraçada e que nos faz rir. Há uma competição saudável entre eles, capaz de nos arrancar sempre um sorriso.

domingo, 10 de setembro de 2017

InstaLife #21

O meu bebé no desfile dos tambores

Almoço de preguiçosa

A brincar com o drone

Cerejinhas giras nas unhas




No autocarro a caminho de casa

Uma pausa num dia de trabalho

Brincadeiras

A brincar com o Snapchat

Uma meia transformada em bolsa para telemóvel

Passeio nocturno de trotinete

As unhas que tenho neste momento

O meu ciclista preferido

Mais uma voltinha ao parque depois de jantar

Babyluv

Saladinha boa e fresquinha

Ressuscitei os pins da adolescência

Almoço fora em família

Viagem de comboio. Ele adora!

De volta ao trabalho depois das férias

sábado, 9 de setembro de 2017

Isto é a sério???


Esta notícia é sobre um casal que adoptou um brócolo. Sim, leram bem. Um casal espanhol afirma ter adoptado o vegetal e a cada palavra que li neste texto, os meus olhos quase saltaram das órbitas com o espanto, de tão arregalados. Pois que dizem que tiveram que comprar três ares condicionados para acomodar o filho, passar por testes psicotécnicos e provar que nunca tinham "maltratado" um vegetal (entenda-se: comê-los). Mas o absurdo não acaba aqui. Dizem eles que é importante adoptá-los enquanto são rebentos, porque é menos traumático para o brócolo. A sério, brócolos traumatizados? Mas que...? E o cúmulo do ridículo é o facto de a mulher dizer que a adopção do "pequeno brócolo" foi o que a ajudou a superar - preparem-se! - a perda dos seus fungos biológicos, aos 20 anos, quando se curou de uma candidíase. Estou em crer que isto só pode ser inventado. Porque, a sério, quem é que faz uma coisa destas? Não pode ser normal, nem saudável. É mentira, certo?! Aguenta, coração...

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Regresso à labuta

Hoje volto ao trabalho. A semana em casa passou a voar! E o que fiz nestas férias?

Passei a ferro toda a roupa que tinha aqui em espera (semanas e semanas de espera, finalmente acabei com ela. Certo que já lavei mais... é uma tarefa sem fim!).

Passeei com o meu pequeno príncipe.

Passeio nocturno até ao parque

Passeio a Lisboa

Fui, pela primeira vez (finalmente!), à Primark. É tudo o que me disseram. Grande, com muita coisa e barata. E é uma autêntica feira da ladra. Uma pessoa até se perde lá dentro. Faltam algumas peças na foto, mas com 80€ trouxe 3 blusas e 2 soutiens para mim, 1 pijama para o filhote e uma sweat, uma t-shirt e uns ténis para o B.


Comprei o material escolar para o regresso às aulas do L., identifiquei tudo e plastifiquei os manuais. Prontinho para a entrada no 3º ano!


Repus o stock no meu frigorífico e despensa. Detesto de morte carregar compras para o 2º andar, mas adoro arrumar as compras e ver tudo cheio.



Comprei uma sapateira para a minha entrada! A minha eterna guerra, os sapatos em casa. Quem cá vem, refila quase sempre, ahah! Mas calçado de rua fica à porta.


Andavam aqui umas fotos que tinha mandado imprimir já há umas semanas para arrumar, finalmente, coloquei-as no álbum e organizei o móvel da entrada (tive que fazer pequenas mudanças para acomodar a sapateira).


Comprei 7kg de carne num talho cá da terrinha por 20€, naqueles cabazes que eles têm: bife de novilho, bife de frango, bifanas, hamburguers, entrecosto, carne picada e pernas de frango.


Acabei de ver a temporada 6 de Walking Dead.






Comecei a ver a temporada 7 de Walking Dead.






Posso dizer que foram umas férias calmas, produtivas e relaxadas. E no último dia de férias, as minhas queridíssimas colegas fizeram questão de me relembrar que estava no fim. Eheh!


sábado, 2 de setembro de 2017

TAG Make Up


Fui nomeada pela Teresa, do blog Ontem é só memória, para responder a esta tag sobre maquilhagem. Não sou a pessoa mais indicada para isto, ahah! Mas vamos lá, não gosto de deixar quem me nomeia sem resposta!

Regras:

Responder às nove perguntas:
Nomear dez bloggers para responder.

Perguntas:

1. Sente-se mais poderosa com maquilhagem nude ou vibrante?
Ambas, dependendo do meu estado de espírito. Às vezes sinto-me uma palhaça com maquilhagem demasiado vistosa, outras vezes gosto de me ver maquilhada assim.


2. Você é viciada em maquilhagem?
Nada.


3. Com que frequência se maquilha?
Muito pouca, os meus produtos de maquilhagem duram e duram... A única coisa que gasto depressa é o lápis, porque uso todos os dias risco na parte inferior dos olhos.


4. Você acha que determinadas maquilhagens são restritas, dependendo da idade?
Não acho que tenha a ver com a idade, mas sim com o tom de pele, o formato dos olhos, da boca... e uma série de coisas a ter em conta. Mas acho que a idade não é uma delas.


5. Recomende duas marcas, uma mais barata e uma mais cara, mas que valham cada cêntimo que custa.
Não faço ideia, para dizer a verdade, nem sei que marcas tenho em casa, ahah!


6. Qual é o batom queridinho do momento?
Nenhum.


7. Cite um item de maquilhagem que não economize na hora de comprar.
Não posso opinar sobre isso.


8. Cite um item que não goste de ver em você, mas gosta de ver nos outros.
Risco na pálpebra, delineado assim mesmo junto às pestanas. Há pessoas a quem acho que fica muito bem, mas acho horrível em mim.


9. Qual é a marca que você tem mais na sua penteadeira?
Talvez seja Avon, por ter sido revendedora muitos anos.


Os nomeados:
Não vou nomear ninguém, mas sintam-se à vontade para levar e digam-me se o fizerem, para ir espreitar :)

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Férias!


Em Julho, tirei uma semaninha de férias, que serviu para passear, preguiçar, passar uns dias longe daqui e relaxar. Agora, estou na segunda semana, que, pelo contrário, está a servir para tratar de assuntos pendentes, fazer limpezas e passar tempo com o meu filho. E, por falar nisso, até me custa a crer que o regresso às aulas está aí à porta. Bolas, que passou depressa, já ele vai para o 3º ano! Os manuais já os temos, uma das tarefas desta semana é ir plastificá-los, bem como adquirir o restante material escolar em falta. Outra das tarefas que tinha delineada para esta semana era dar sumiço à roupa que andava dobrada na sala há meses. Finalmente, dobrei e passei tudo o que havia para arrumar e gavetas com ela. Lá consegui libertar a minha sala desse flagelo. Claro que já tenho uma máquina cheia para estender amanhã, é uma tarefa sem fim. E amanhã, 4ª feira, já as minhas férias vão a meio. Chiça, quando estou a trabalhar não passa assim! Por aí, alguém ainda de férias ou com férias por gozar em breve?

Na Cozinha da Cy #29

Lulas recheadas

Ingredientes:
Lulas
Polpa de tomate
Alho
Cebola
Azeite
Sal
Louro
Chouriço
Pimento (uso vermelho)
Bacon
Vinho branco

Preparação:
Deitar num tacho a polpa de tomate, o azeite, o louro, o vinho branco e a cebola e alho picados. Rechear as lulas com o bacon, o chouriço e o pimento aos pedacinhos e prender com palito. Juntar aos ingredientes já no tacho e deixar cozinhar.

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Laura Prepon

Quando comecei a ver a série Orange is the New Black, reconheci a actriz Laura Prepon, a personagem Alex Vause. Sabia que a conhecia de algum lado, que já a tinha visto noutra série ou filme, mas não conseguia, nem por nada, lembrar-me onde.

Alex

Alex

Há uns dias, ao assistir a um episódio repetido da série How I Met Your Mother, um que já vi mais do que uma vez, percebi de onde a reconhecia. Interpretou o papel de Karen, uma ex-namorada de faculdade de Ted, a personagem principal. Tão diferente de um papel para o outro, que me levou meses a perceber quem era! Na foto acima, está Laura como Alex, em OITNB. Na de baixo, como Karen, em HIMYM.

Karen

Karen