quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Da falta de dinheiro

Estou farta! Farta de não poder sair à noite, ir jantar fora com o meu namorado, ir ao cinema, levar o meu filho a passear, contar trocos até para beber o raio de um café ou comprar tabaco. Quero ter trabalho, quero casar, viver com o meu namorado, dar tudo ao meu filho sem restrições, não depender dos meus pais, que também têm as suas despesas. O que me custa ter 24 anos e ter a vida estagnada há tanto tempo e sem perspectivas nenhumas. Pouco me importa se me acham fútil, mesquinha ou refilona por me queixar destas coisas. Mas estou mesmo cansada.

Pequenota

Tenho 1,58m. As pessoas que me conhecem, geralmente, metem-se comigo por causa disto, dizem que sou pequenina. Ora, vamos lá ver. Tenho quase 1,60m! Não me parece que seja assim tão baixinha. É certo que é mais comum encontrar pessoas mais altas que eu, do que mais baixas e até é estranho para mim falar com pessoas mais baixinhas, habituada que estou a olhar para cima. Mas estou em crer que a minha altura é, mais ou menos, a comum nas portuguesas. Estarei errada? Como dizia uma colega minha de escola (que era da minha altura e agora está uns centímetros mais alta. Hmpf): Eu não sou pequenina, sou concentrada!

sábado, 26 de janeiro de 2013

I Heart Radio Music Festival 2012

Ontem abriu o canal +TVI, é o canal 12 da Zon e ainda não sei, ao certo, o que vai passar lá. Mas a primeira coisa (e única, até agora) que vi, gostei. I Heart Radio Music Festival 2012. Não vi tudo, apenas partes, mas é um espectáculo que, vendo na TV, até dá vontade de estar lá. A mim, pelo menos. Anunciaram mais para além dos que estão aqui, mas não vi. Como até tenho um gosto musical a dar para o versátil, gosto de todos eles (bem... a Taylor Swift é-me um bocado indiferente. Aerosmith é top top!).


Aerosmith

Enrique Iglesias

Britney Spears e Ryan Seacrest
(pelo que percebi, ele era o apresentador, ela só vi anunciar uma coisita)

Gwen Stefani e Pink

Green Day

Nina Dobrev
(vi-a anunciar a Taylor Swift)

Linkin Park

No Doubt

Pink

Usher

Rihanna

Taylor Swift

Once Upon a Time



Vi hoje o episódio 10 da segunda temporada. Fiquei completamente addicted desde que vi o primeiro. Gosto! Acho muito interessante a forma como a história está construída, as personalidades que foram atribuídas a personagens que nos são familiares dos contos de fadas e saber como seria se vivessem no nosso mundo.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

A inocência dos quatro anos

Filho: Mãe, já arranjaste trabalho?
Eu: Não, ainda ando à procura.
Filho: Então, tens que ir falar com as senhoras e dizer para te darem trabalho!
Eu: As senhoras agora não precisam, tenho que continuar a procurar.

Filho: Então, vais lá e dizes que é para ti, mãe!

É mesmo fofo. Oxalá fosse assim tão fácil como na cabecinha dele.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

My Big Fat Gipsy Wedding

Comecei a ver alguns episódios deste programa que dá no TLC (não sei horas, vejo o que apanho nos raros momentos em que a minha cria não está a monopolizar a televisão). Não consigo deixar de me surpreender sempre que o vejo. O gosto destas mulheres é maravilhosamente duvidoso. Ele é brilhos, aplicações, cores berrantes, rendas, vestidos que brilham no escuro, vestidos de 35kg (juro que vi uma assim!) e muito bling bling. O mau gosto reina nestes casamentos, desde o vestido da noiva, a roupa do noivo, passando pela decoração, até aos vestidos das damas de honor. Deixo-vos com algumas imagens, para que percebam.










quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Papas e cereais

Ora bem, será que é assim tão estranho uma pessoa adulta gostar de Chocapic, Nestum, Golden Grahams e afins?! Já estou farta de ouvir "já tens idade para deixar de comer essas coisas". Então mas porquê? Os adultos não têm direito de gostar de papas e cereais? É obrigatório que na passagem de criança para a vida adulta se deixe de gostar disso? Acho que ainda posso comer o que bem me apetecer. Eu gosto e não abdico!

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Música pimba

Não posso afirmar que estou a par das últimas músicas que se têm feito no mundo da música pimba portuguesa... mas, uma vez por outra, vejo um bocadinho dos programas que se passam na rua durante uma tarde inteira. E tenho vindo a reparar em algo que me muito me intriga. Aqui há uns anos, o Quim Barreiros destacava-se nesse meio, por ser ordinário nas letras sem o ser directamente. E aquele puto, o Saul, seguiu-lhe as pegadas. E tinha a sua piada, que era pequenino e tal. Agora, o Saul cresceu, continua a cantar a m*rda de música que fazia quando era puto e já não tem piada alguma. Para além disso, a maioria da música pimba agora faz-se com tira daqui, mete dali e trocadilhos ordinários, cada vez menos subtis. Mas o que é isto, minha gente?

domingo, 20 de janeiro de 2013

Não gosto de...


... velocidade.
... discussões.
... violência.
... gelatina.
... desporto.
... intrigas.
... motas.
... peixe cozido.
... favas.
... dobrada.
... absinto.
... coca-cola.
... calor.
... praia.
... cor-de-rosa.
... Kitty.
... iguanas.
... cobras.
... estrias.
... verão.
... correr.
... S. Valentim.
... machismo.
... calças.
... pássaros.
... chorar.
... preconceito.
... discriminação.
... despedidas.

sábado, 19 de janeiro de 2013

Gosto de...


... vernizes.
... maquilhagem.
... cremes.
... malas.
... sabrinas.
... chuva.
... pastéis de nata.
... pudim.
... música.
... cinema.
... séries.
... namorar.
... passear.
... bruxas.
... pinguins.
... luas.
... estrelas.
... golfinhos.
... gatos.
... fotografia.
... ler.
... escrever.
... espontaneidade.
... cozinhar.
... chocolate branco.
... chocolate Bounty.
... Milka de morango.
... dançar.
... roupa.
... Evanescence.
... velas.
... lasanha.
... bacalhau à brás.
... milho.
... vodka preta.
... leite com chocolate.
... nestum.
... chocapic.
... preto.
... roxo.
... crianças.
... pins.
... isqueiros.
... outono.
... leggings.
... vestidos.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Best Disney Singers


Quem concorda comigo?

Eu já...

... engravidei.
... fui mãe.
... beijei uma rapariga.
... dei uma tampa a alguém.
... levei uma tampa.
... faltei às aulas.
... adormeci no trabalho.
... estive em Espanha.
... estive nos Açores.
... andei de avião.
... vomitei por ter bebido demais.
... estive numa relação de abusos.
... tomei analgésicos.
... quis alguém que não podia ter.
... me deitei e vi formas nas nuvens.
... construí um castelo na areia.
... saltei para um monte de folhas.
... vi o pôr-do-sol.
... vi o nascer do sol.
... pintei o cabelo de vermelho.
... pintei o cabelo de preto.
... pintei o cabelo de cor-de-laranja.
... senti um terramoto.
... fui traída.
... traí.
... fui mal interpretada.
... ganhei um concurso.
... saí de uma aula a meio.
... estive num acidente de carro.
... questionei o meu coração.
... estive obcecada por post-its.
... me senti como se estivesse a morrer.
... me ri até sair alguma bebida pelo nariz.
... chorei até adormecer.
... soprei bolhas de sabão.
... estive num telhado.
... chupei azedas.
... dancei no meio da rua.
... me ri até chorar.
... cabulei num teste.
... tentei magoar-me a mim mesma.
... fui chantageada.
... fui usada.
... caí de umas escadas.
... parti o vaso de uma vizinha.
... parti o vidro de um carro e fugi.
... deixei de acreditar no amor.
... voltei a acreditar no amor.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Eu gostava

De ter trabalho. De casar. De já estar a viver com o B. De tirar um curso de fotografia. De renovar o meu guarda-roupa. De ir a Itália. De voltar a trabalhar com crianças. De ter um negócio meu, relacionado com culinária/pastelaria. De ir a Inglaterra. De ir passar um fim de semana romântico longe. De saber falar italiano. De tirar um curso de culinária. De ir aos Estados Unidos. De ter uma biblioteca enorme só para mim. De ter um computador só meu. De imprimir todas as foto digitais que tenho e colocar em álbuns. De poder ajudar, monetariamente, os que me são próximos e, também, aqueles que não são e precisam. De fazer voluntariado. De tirar um curso de esteticista. De ir ao Brasil. De fazer depilação definitiva. De fazer um InterRail e um IntraRail. De andar de balão. De ir a França. De ter mais um filho. De ter uma filha. De fazer desaparecer as estrias e a celulite. De aprender a andar a cavalo. De ir mais vezes ao cinema. De ir mais vezes jantar fora. De ter um telemóvel novo. De conseguir aguentar-me mais tempo de saltos altos. De oferecer mais prendas. De não estar sempre a adoecer. De passar mais dias de ronha na cama com o B. De poder comprar mais coisas para o meu filho. De aprender a tocar viola e piano.

Sou uma pessoa cheia de sonhos.

Das lojas dos chineses

Há aquelas pessoas que se recusam, terminantemente, a comprar seja o que for nos chineses porque julgam sempre que todos os produtos são de má qualidade, que, por ser barato, é fraco, que não presta, enfim. E depois, há aquelas que SÓ compram coisas nos chineses e porquê comprar seja o que for noutras lojas, mais caras, quando se pode ir ali e arranjar tudo o que se precisa?

Ora, não entendo estes extremos. Eu compro muitas vezes em lojas dos chineses. Não tendo muito dinheiro, confesso que dá jeito. Não acho que os produtos dessas lojas sejam todos maus, como não acho que os das lojas de marca são todos bons. Há dois anos, comprei umas botas nos chineses que se estragaram em menos de nada. No ano passado, comprei outras, também nos chineses, por menos de 15€ e que me estão a durar já tanto tempo como umas que me custaram 60€ na Stradivarius. Também posso dizer que tenho umas sandálias há anos, compradas numa loja de marca e que, há dois verões atrás, comprei umas semelhantes noutra loja, também ela de marca, e que se estragaram numa questão de semanas.

A única coisa, assim mais flagrante, que temo comprar nos chineses é maquilhagem e cremes. Mas não se trata de discriminação por ser nos chineses, mas apenas da questão de não querer comprar maquilhagem que não seja reconhecidamente boa, por questões de saúde. Colocar algo na pele, que pode provocar alergias ou algo do género não é boa ideia, mas isso aplica-se a produtos dos chineses, do mercado ou de qualquer loja de marca da qual nunca tenha ouvido falar e que nunca tenha experimentado. O receio é o mesmo.

Não devemos generalizar!

sábado, 12 de janeiro de 2013

S.O.S. Lina


A Lina é de Viana do Castelo e tem passado os últimos meses a lutar contra um tumor maligno – Glioblastoma multiforme Grau IV, uma luta deveras desafiante.
No Hospital CUF (Porto) existe um tratamento que, neste momento, é a única e última solução para salvar a Lina – Imunoterapia com anticorpos, que tem custos muito elevados. Cada sessão custa 6000€, sendo necessário uma de 15 em 15 dias, nos proximos 6 meses! 

Por isso partilho para que todos possam ajudar:

Rosalina Assunção Couto Paredinha
NIB: 0035 0852 0014 5235 9005 7 
IBAN: PT50 0035 0852 0014 5235 9005 7
BIC: CGDIPTPL

Contactos: 916732173 - 963831233 - 967786805

Aqui relata a situação:
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=574243052589795&set=a.569085959772171.143140.567337249947042&type=1&theater

Apelo - Divulguem!

Uma mãe de três está a passar sérias dificuldades e precisa de ajuda. A avó dos miúdos foi quem, pelo que sei, contactou algumas bloggers q estão a divulgar o apelo. Os rapazes têm 5, 10 e 16 anos e precisam, urgentemente, de roupa e bens alimentares. O pai é ausente e a mãe está desempregada. O email da avó dos miúdos é adeliaasousa@sapo.pt, caso possam ajudar. Divulguem!

Ter um filho de 4 anos é...

... saber que Stanley, Jake e os piratas, Little Einstein, Agente Especial Oso e Doutora Brinquedos fazem parte da programação do Disney Junior.

... ter o Disney Junior sintonizado a maior parte do dia.

... ter sempre bolachas, um iogurte e uma garrafa de água na mala.

... estar preparada para gastar uns trocos num chupa-chupa, pintarolas ou gomas quando se leva o rebento ao café.

... saber que é impossível ir a um restaurante, levando o pequeno, e ficar lá na conversa após o jantar terminar.

... passar a ferro peças infinitas de roupa pequena.

... reduzir as saídas à noite.

... voltar sempre das compras com nestum e danoninhos.

... ter sempre brinquedos espalhados pela casa, por muitas vezes que os mesmos sejam arrumados.

... ter mais fotografias da criança desde que nasceu do que de toda a família junta.

... saber o nome e a função de xaropes dos quais nunca tinha ouvido falar antes de ser mãe.

... ter uma pasta de dentes de pastilha elástica ou de morango no WC.

... sentir que o tempo passa a voar.


sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

A Pepa e o Zico

São as estrelas do momento, os assuntos que percorrem todo o ciberespaço. Já se viu e reviu o assunto da Pepa na blogoesfera, já comentei uma série de posts sobre isto, pelo que só tenho a dizer que os portugueses deviam preocupar-se mais com o facto de haver um dono irresponsável que deixa um cão perto de um bebé e neglicencia esse facto, levando à morte da criança, do que com a questão de haver uma blogger tiazinha que gostava de comprar uma Chanel. 

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

4 anos de ti


Parabéns ao meu bebé, que fez 4 no dia 6. Isto é muito cliché, mas o tempo voa mesmo! Só comecei, realmente, a reparar nisso, depois de ser mãe. A melhor coisa do mundo, já agora.

Um ano


Parabéns a nós que comemorámos um ano na passagem de ano ;)

Amo-te.