quarta-feira, 27 de outubro de 2010

O quê, onde, quando?

Confusão.

Onde estão?
Não vejo vivalma.
Onde foram?
Passos? Não.
Silêncio.
Porquê?



Escuridão.

Perscruto a atmosfera.
Nada.
Onde estão?
Luz? Não.
Ninguém.



Medo.

Lá em baixo.
Ajoelho-me.
É transparente.
Onde estão?
Grito.
Prosseguem.



Desespero

Observo-os.
Onde estão?
Morgue.
Perdi-me?
Chamo.
Em vão.
Tenho medo.



Compreensão.

Corpos.
Tantos corpos.
E eles?
Parecem assustados.
Vejo-me.
Pálida.
Fria.



Resignação.

Choram.
Deitada, sem vida.
Não pertenço àquele mundo.
Já não.
Já não sou eu.
Começam a desvanecer-se.



Aceitação.

Acabou.
Já não os vejo.
Já não me vejo.
Onde estão?
Sorrio.
Está na hora.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Manda o teu bitaite