quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Margem Sul ao poder!

Ilustres vizinhos do outro lado do rio: a Margem Sul do Tejo não é um deserto. Capisce? Começa a meter-me um certo nojo que os lisboetas vejam estas bandas como um reino perdido, um fim do mundo, um dormitório. Não trocava a Margem Sul por Lisboa, vos garanto. Isto não é um conjunto de terrinhas perdidas, mortas, onde nada acontece e que nada tem. Temos shoppings, praias, supermercados, hospitais, clínicas, transportes públicos, fábricas, lojas, mercearias, infantários, escolas, parques, cinemas, restaurantes, cafés, festas populares, discotecas e muito mais sossego do que vocês!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Manda o teu bitaite