domingo, 11 de dezembro de 2016

Mães obssessivas

Quando uma criança precisa de mudar a fralda, tomar banho, comer, vestir-se, ou seja o que for, se a mesma vive com ambos os progenitores, porque é que há-de ser, exclusivamente, a mãe a tratar de tudo? Muitas vezes, sabemo-lo, há pais que se descartam dessas funções e as relegam para as mães. No entanto. muitas outras vezes, são as próprias mães que querem assumir as rédeas de tudo, afirmando que o fazem melhor, que elas é que sabem e que não há como uma mãe para tratar bem de um filho. São as mesmas mães que não deixam os filhos com ninguém quando estão doentes, incluindo o próprio pai, mesmo que este esteja disponível para ficar a cuidar da criança. São as mesmas mães que dizem que um pai não é o mesmo que uma mãe. São as mesmas mães que dizem que elas é que os pariram e, portanto, elas é que sabem. Pergunto-me: também os terão concebido sozinhas? Eu sou mãe e sei que, obviamente, quando o meu filho está doente, por exemplo, preferia estar com ele, cuidar dele, ver como está a todo o momento. Mas... confio no namorido e até mesmo na minha mãe para tratarem dele na minha ausência. Quererem assumir todas as tarefas no respeitante à criança e não permitindo que o pai participe mais é passar-lhe um atestado de incompetência. É o mesmo que dizer que não sabem tomar conta do filho. Realmente, há coisas que me ultrapassam.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Manda o teu bitaite