segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Mudança ou revelação?

Conhecemos as pessoas durante anos. Ou pensamos que as conhecemos. Sabemos-lhes as manias, os hábitos, a maneira de pensar, a forma como tomam decisões e os caminhos que escolhem percorrer. E durante esse tempo as atitudes da pessoa vão de encontro àquilo que pensamos saber sobre ela. Mas a partir de uma certa altura da vida, as atitudes começam a ser surpreendentes, as decisões que a pessoa toma são exactamente aquelas que nós pensámos que nunca iria tomar e percebemos que já nada do que pensávamos saber sobre ela é verdade. Assim, uma pessoa que, em tempos, pudemos dizer que conhecíamos como a palma da nossa mão, torna-se um perfeito desconhecido. Suscita em nós desprezo, raiva, desdém, para não dizer coisas piores, onde em tempos existiu cumplicidade, amizade, compreensão, bom senso. Quando algo assim acontece, penso: será que a pessoa sempre foi assim, todos estes anos? E eu, burra, não percebi?! Ou será possível que alguém possa mudar tanto que se torne numa pessoa completamente diferente? Como é que algo assim acontece e não se dá conta?

3 comentários:

Manda o teu bitaite

10 anos, meu bebé

No dia 6 de janeiro, fez 10 anos que nasceu o meu amor mais velho. Eu era uma miúda que mal sabia o quão enorme e avassalador podia ser...