sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Dia preenchido!

Hoje foi dia de inventário lá na fábrica. E dispensaram os temporários todos, dando-nos um dia de férias. Coisa inédita, porque ali (e, provavelmente, nos outros sítios também) os temporários são sempre os escravos, que fazem horas (antecipações e prolongamentos), feriados, sábados, domingos, dois turnos seguidos, vão para onde lhes mandam e não piam, não têm direito a ficar doentes, a ter filhos doentes, reuniões da escola, consultas, ou qualquer tipo de assunto pessoal a tratar. Portanto, este dia de férias que nos deram para que fossem as pessoas da casa a fazer o inventário foi como mel. 

Mas acabou por ter um sabor agridoce. Sim, soube bem, fim de semana prolongado, no dia em que recebemos o ordenado. No entanto, o dia foi assim: água, gás, renda, luz e tv/telefone/net/telemóveis tudo pago. Uma prestação do Jumbo paga. Última prestação do carro paga. Dinheiro que devia à mãe pago. Prestação do computador paga. Compras para a casa feitas. Seguro de saúde pago. É deprimente, não é? Para não falar do facto de ter tido 1001 coisas para fazer ao longo do dia e não ter parado em casa, senão para arrumar compras, pôr roupa a lavar e estender outra.

Concentremo-nos, porém, nas coisas boas, que também as há. Cabeleireira: check! Cabelo pintado como prenda de aniversário. Filhote mai lindo inscrito na natação para começar na próxima semana. Estou morta de curiosidade por vê-lo lá. A cada dia que o vou levar e buscar à escola, saio de lá com um sorriso. Os miúdos são tão engraçados! Falam comigo. Um deles hoje disse-me "Eu sei que tu és a mãe do L.! Eu sou o André, o amigo dele." e uma das meninas (que já veio com ele do infantário) diz-me o seguinte: "Eu ando sempre com ele porque sou a namorada dele!". Ahah! E o meu filho confirmou, sim senhor. Não são amorosos?

Outra coisa boa (e sensata, penso eu) que decidi fazer hoje foi abrir uma conta-poupança. Daquelas onde não se pode mexer, porque sei que, se puser o dinheiro de parte, vou acabar por mexer-lhe por precisar. Assim, é como se nem existisse.

Sei que hoje estou especialmente tagarela, mas tenho a genica toda do dia ainda a correr-me nas veias! Resolvi fazer uma festinha de Halloween para o meu filho e alguns amiguinhos no fim do mês. Sei que isto não é uma tradição portuguesa (apesar de já se manifestar por cá), mas já andam a passar na tv desenhos animados de Halloween, ele já sabe o que é e acha-lhe graça, quer mascarar-se e pedir doces, enfim. Acho que é uma ideia que lhe vai agradar e para o ver feliz faço tudo!

6 comentários:

  1. Já tens uma nora!! Os miudos são um must!

    ResponderEliminar
  2. Timtim Tim, com 5 anos e já é isto! :)

    Edna Patel, verdade! Cansativo ;)

    ResponderEliminar
  3. Gastar o nosso dinheirinho nessas coisas precisas nunca nos deixa propriamente a gritar de felicidade mas pronto pelo menos tens tudo em ordem :)

    Bom fim de semana :)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  4. O filhote vai adorar nadar... boa sorte!!

    ResponderEliminar
  5. O filhote vai adorar nadar... boa sorte!!

    ResponderEliminar

Manda o teu bitaite