quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Noção de luxo

Correndo o risco de parecer fútil, vou fazer este post na mesma. Preciso de ajuda, como precisei ao longo de vários meses. Preciso de ajuda para concretizar os meus objectivos. Preciso de ajuda para juntar roupas de bebé, fraldas, chuchas, ovo, carrinho, cama, etc, etc, etc e tudo o que um bebé precisa, para poder ter um filho; porque não quero ter um muito tarde, nem com uma idade muito afastada do que já tenho e porque quero ter tudo pronto antes de ele chegar. Preciso de ajuda para pagar contas. Preciso de ajuda para arranjar trabalho, dado que o que tenho está na corda bamba. Preciso de ajuda para comprar roupa para mim, que pouca tenho. Preciso de ajuda para me casar. Preciso de ajuda para comprar prendas de anos para o meu filho. Preciso de ajuda para tanto. Tanta, tanta coisa... No entanto, não peço. E passo a explicar! As pessoas condenam com facilidade. E sei que há muita gente que olha para mim e vê que tenho um computador, que tenho televisão e Internet, que pago uma renda, que tenho o meu filho na ginástica e na natação, que tenho uma blusa nova. Ninguém vê se pago o computador a prestações, se a natação são os avós que pagam, se a ginástica é paga a meias com o pai dele, se a blusa é dos chineses, se a renda é paga fora de horas, se as contas ficam sempre para depois do prazo, se as compras são feitas com vales de desconto e cartões e promoções... É fácil julgar, não é? "Só vêem o vinho que eu bebo, não vêem as quedas que eu dou", não é o que dizem?

1 comentário:

  1. Nem tens de preocupar com o que as outras pessoas pensam ou deixam de pensar. Faz aquilo que queres e que achas ser o mais correcto e o resto são histórias! Porque no final, não é ninguém que te ajuda, que te paga as contas, que educa o teu filho, mas sim tu. ;)

    ResponderEliminar

Manda o teu bitaite