quinta-feira, 24 de março de 2016

Começar bem o dia de folga

O bem que me soube acordar ás 9h em vez de às 6h30! E tive vontade de ficar na cama, com o filho e o namorido ainda a dormir e tudo em silêncio. Mas resisti a essa vontade e levantei-me para ir à academia, como tinha combinado. A força de vontade é tudo. Uma aulinha de Bokwa logo pela manhã para começar bem o dia foi revigorante. Continuo a gostar desta modalidade, são aulas super divertidas.


Finalmente, rendi-me às papas de aveia. A primeira vez que experimentei, não achei graça nenhuma àquilo. E pus de parte durante muito tempo. Até porque não estava propriamente preocupada com a minha alimentação (shame on me!). Apenas experimentei por mera curiosidade, para conhecer o fenómeno que assolou o mundo fit. Mas agora, que me tenho focado mais nisso, resolvi dar uma nova oportunidade às papas de aveia. E a verdade é que estou rendida. Ando numa fase de experiências culinárias saudáveis e encontrei uma receita que me agrada muito. É a receita da Joana, do blog Palavras que enchem a barriga. Papas de aveia com banana, canela e mel. A única coisa que faço diferente é juntar o mel antes de ir ao lume e não apenas no fim. Hoje, experimentei a mesma receita com pêra. Deliciosa! Esqueci-me de tirar foto, mas é qualquer coisa como isto (sem as sementes).

Do blog Food & Emotions

Muito bom! As papas de aveia são boas por serem versáteis, podemos experimentar uma série de variantes, conforme o gosto e o apetite na altura. Vi uma receita de uma com morangos que me chamou a atenção e que também tenciono experimentar. Quando o fizer, partilho convosco! Hoje, pela primeira vez desde que comecei uma alimentação mais equilibrada, permiti-me comer arroz. Não deixei de comer intencionalmente, mas pus um pouco de parte arroz, massa, batatas. E comecei a optar pela batata doce. Saborosa e mais saudável.

Salada, arroz e nuggets de frango

Deixei de fazer os douradinhos e os nuggets em óleo e passei a fazer no forno. Ficam saborosos e é uma opção mais saudável. Também deixei de fazer o arroz frito em refogado e passei a cozê-lo só em água, sal e manteiga. Resumidamente, no todo, não fiz mudanças radicais na minha alimentação, mas pequenas mudanças que penso que podem fazer a diferença!

5 comentários:

  1. Também já tentei aderir às papas de aveia, mas não gostei... vou ver essa receita =)

    ResponderEliminar
  2. Rais-parta ao fenómeno das papas de aveia. Eu, mesmo em pequena, quando a minha mãe esporadicamente fazia, não achava piada. agora, quando rebentou o boom das papas de aveia, voltei a fazer e... não fiquei fã. Estou em acreditar que deve ter a ver com a forma com que as fiz, pois não é possível tanta gente gostar tanto daquilo, fazerem-se workshops sobre o assunto e eu não conseguir achar piada às ditas. Mas vou insistir e ainda vou tentar novamente.

    ResponderEliminar
  3. Eu demorei meses a encontrar a receita de papas de aveia perfeita para mim (= Nunca experimentei com pêra, mas também deve ficar bom!

    ResponderEliminar
  4. Acho que é mesmo uma questão de experimentar, porque a forma como fazemos ajuda muito a gostarmos ou não. Pode demorar a encontrar a receita ideal ;)

    ResponderEliminar
  5. Estou mesmo a precisar de uma mais saudável, vá era fazer exercício, com a alimentação já vou tendo cuidado.

    ResponderEliminar

Manda o teu bitaite