domingo, 18 de fevereiro de 2018

Qual seria a tua escolha?


Toda a vida sonhaste em ter filhos. Ser mãe/pai; ensinar o teu filho a respeitar a diferença, mostrar-lhe as pequenas coisas boas da vida, cantar-lhe uma música de embalar para ele adormecer. Toda a vida pensaste como seria um filho teu, se seria teria os teus olhos, o teu tom de pele, se iria ter o teu mau feitio ou partilhar o teu gosto pela música. Desde cedo quiseste segurar o teu bebé nos braços, jogar à bola com ele, amparar-lhe as quedas e ajudá-lo a enfrentar o mundo.

Um dia, surge na tua vida alguém especial. A pessoa que tu decides que queres na tua vida, aquela que toca em todos os teus botões e que tu sabes que só pode ser ela a partilhar a vida contigo, porque não faz sentido que seja mais ninguém. Uma pessoa que te ajuda a ultrapassar medos, que te apoia nas tuas decisões, está ao teu lado sempre e incondicionalmente. A pessoa que tu tens a certeza que precisas ter na tua vida para partilhar todos os acontecimentos.

Vão viver juntos, a vossa relação vai de vento em popa, são felizes, pensam em casar. Até que surge a conversa dos filhos. E a pessoa diz-te que, simplesmente, não os quer ter. Que a vida que têm é perfeita e que se imagina num futuro duradouro contigo ao seu lado, mas que filhos não fazem parte desse cenário. E que não há forma de mudar de ideias. O que fazes? Como se toma uma decisão destas? Estarias disposto a abdicar do teu sonho, do teu desejo mais profundo pelo amor e pela vida perfeita a dois? Ou deixas ir a pessoa que te completa como ninguém porque não te pode dar aquilo que desejas mais?

4 comentários:

  1. Ainda há uns tempos falei com um amigo sobre isto. Ele não quer ter filhos e sempre que está numa relação que se começa a tornar séria fala dessa sua opção à namorada. Eu sou o oposto e quero ser mãe há muitos anos. Aliás, não sei se conseguiria estar numa relação onde essa realidade não fosse uma opção. Mas é o género de situação que só sabemos o que faríamos se passássemos por ela. Felizmente não é o meu caso e queremos os dois ser pais.

    ResponderEliminar
  2. Nomeei-te para o The Entertainer Blogger Award... se quiseres responder podes ver aqui: https://entrechavenasdecha.blogspot.pt/2018/02/the-entertainer-blogger-award.html

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Sinceramente... acho que acabaria por deixar a pessoa eventualmente... Eu desde que me lembro que o meu maior sonho na vida é vir a ser mãe e não me imagino numa vida sem essa realidade. É complicado principalmente quando há muito amor. Mas acho que a minha vida não viria a ter sentido se não tiver um filho.

    ResponderEliminar
  4. Bem, esse assunto é sério e só mesmo quem está nele poderá falar.
    Não me consigo imaginar nessa situação, porque, sou eu mesma que não quero ter filhos. Mas ele quer, muito.
    Mas desde o 1º dia que eu lhe disse que não queria filhos. Mas se a vontade dele foi superior, terá, até à data, que tentar encontrar a felicidade dele com outra pessoa.

    Beijocas

    ResponderEliminar

Manda o teu bitaite

Qualidades e defeitos

Aproveitava um momento de descanso  da Alice para começar o caderno de saúde dela, como tenho para o meu filho, onde aponto tudo o que está...