segunda-feira, 4 de março de 2019

Estado de graça... ou não!


Estou a ficar um bocadinho cheia de ler críticas à Jessica Athayde por exprimir o que sente em relação à própria gravidez. Talvez porque me identifico com a forma como ela a vive. Não gosta propriamente das mudanças que a gravidez traz com ela e está no seu direito. 

Que obsessão é esta de que todas as mulheres têm uma obrigação de passar a gravidez nas nuvens? Como se todas nós tivéssemos que gostar das alterações no nosso corpo. Como se o facto de não gostarmos do processo significasse que somos más mães ou que não podemos amar os nossos filhos.

Já li tantas vezes coisas na linha do "devias era estar agradecida, tantas mulheres que querem engravidar e não conseguem". Vamos lá a ver... se eu tiver um acidente e ficar paraplégica, não posso maldizer a minha sorte porque há quem morra num acidente parecido? Se eu sofrer um aborto espontâneo e conseguir engravidar novamente, não posso fazer o luto do bebé que perdi só porque há mulheres que já não conseguem engravidar uma segunda vez? Se eu for traída pelo meu marido, não me é permitido sofrer só porque há mulheres que ficam viúvas?

Desculpem lá, mas pimenta no cu dos outros, para mim é refresco. Com o mal alheio, todos podemos bem. Acho que todos nós estamos no direito de lidar com as coisas que nos acontecem da forma que achamos melhor e conseguimos e ninguém tem o direito de julgar.

Deixem lá a menina praguejar a gravidez inteira, se é o que lhe apetece. Eu fiz o mesmo! Odeio estar grávida e não é por isso que amo menos os meus filhos. Mais compreensão, gente!

6 comentários:

  1. Estava completamente a leste desta polémica! Ainda bem que essas pessoas que a criticam não me conhecem, porque se houve gravida queixinhas fui eu xD

    ResponderEliminar
  2. Eu cá adorei estar grávida, mas cada um sabe de si e ninguém tem de criticar, é como dizes, ninguém gosta menos dos filhos por não adorar a gravidez...

    ResponderEliminar
  3. Tenho andado com alguns problemitas com uma das Minis e não tenho dado conta. Mas, sinceramente, não tenho paciência para generalizações. cada um sente como sente. Mas que treta! Olha eu da primeira bez (e lutei tanto para engravidar!!) não gostei tanto como da segunda (em que engravidei sem estar à espera), vá -se lá entender! Gente implicativa!

    ResponderEliminar
  4. Valha-me Deus que as pessoas tem de implicar com tudo. Aposto que se ela só dissesse coisas boas da gravidez iam acusá-la de se vangloriar face a todas as mulheres que não conseguem engravidar. Enfim, mundo pequenino este!!!
    https://jusajublog.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Eu não ligo nenhuma a estas coisas, nem a tantas outras, mas cada vez estou mais farta de pessoas pequeninas.
    Que falta de tudo =/

    Beijocas

    ResponderEliminar
  6. Sim eu tambem sou do team que nao gostou de estar gravida, que me sentia mal no meu corpo e todo esse processo foi bastante atribulado..e quem acompanha o meu blog sabe do que falo e de como foi a minha vida ate entao. Pessoalmente obvio que nao tenho dana contra esta possiçao da Jessica, porem nao gosto do jeito dela...nao sei..nao me parece natural, muito daquilo que ela publica e muito teatral e nem sempre e pelos motivos correcto.Gente, nao sei é apenas a minha opinião...Claro tal como eu nao me identifico com a maneira de estar da Jessica certamente haverá outros que se identificam :)

    ResponderEliminar

Manda o teu bitaite

Velhos hábitos

Nunca fui de ver filmes nem séries em outras línguas que não o inglês. Ocasionalmente, mas sempre resisti um bocadinho. É-me estranho, ...