domingo, 23 de abril de 2017

O Meu Conto de Fadas #5

O primeiro beijo

Depois de termos saído em grupo e, posteriormente, só nós os dois, sem que nada acontecesse entre nós, continuámos ver-nos, cada vez com mais frequência. E a trocar muitas SMS. Ele cativava-me mesmo. Ainda não tinha reunido a coragem para deixar o namorado que tinha na altura, mas, para dizer a verdade, na maioria das vezes, era como se ele não existisse. E isto é muito mauzinho, mas cheguei, inclusivamente, a esquecer-me do seu aniversário. Não lhe dei os parabéns e foi ele que acabou por me lembrar que fazia anos. Eu sei, terrível! Shame on me. Quanto ao B., um dia, acabei por convidá-lo para ir lá a casa (dos meus pais, onde morava na altura). Estava sozinha. Fomos conversar para o quintal. Estava um dia bonito e era menos íntimo do que mantermo-nos dentro de casa. Até porque ambos fumávamos e era mais um motivo para estarmos na rua. Seria de pensar que esse momento levaria ao nosso primeiro beijo, certo? Até mesmo eu, nesse dia (e ele, conforme mais tarde vim a saber), pensei que fosse acontecer. Mas não. Conversámos e estivemos bastante próximos, mas, mais uma vez, ele foi embora sem mais intimidades. Esse beijo aconteceu mais tarde, num outro encontro. O B. veio ter comigo de manhã e fomos dar uma volta. Acabámos sentados num banco de jardim (agora apercebo-me que o início da nossa relação está cheio de clichés!) a conversar. Fomos encurtando a distância que nos separava, até que encostei a cabeça ao seu ombro, enquanto ele falava. E foi o que despoletou o resto. Recordo-me tão bem. Já estávamos tão próximos... que ele acabou por me agarrar no rosto e beijar-me. E foi assim que aconteceu o nosso primeiro beijo, num banco de jardim, numa manhã solarenga de novembro.

3 comentários:

  1. A história do meu primeiro beijo é semelhante. Também foi sentados num banco mas no Parque das Nações. Estávamos mesmo de frente para o rio a conversar, eu encostada a ele. Nisto olhei para cima, para vê-lo e deu-se o beijo. Ainda hoje não sabemos quem deu o "primeiro passo". Acho que, no fundo, fomos os dois.

    Tenho estado a ler a vossa história e é super engraçada. É a história de um verdadeiro amor :) Que sejam sempre muito felizes!

    ResponderEliminar
  2. Primeiros beijos em bancos de jardim é fofo :P Obrigada. Por aí igualmente!

    ResponderEliminar

Manda o teu bitaite