quarta-feira, 12 de abril de 2017

Pessoas que não precisavam existir

Aquelas que têm a coragem de dizer que preferiam ter um filho toxicodependente do que um filho gay. A sério, não sabem do que falam. Metem-me um nojo profundo. Olho para essas pessoas com um desprezo que vem mesmo cá das entranhas. Revolta-me tanto. E o pior é que esta gentinha de merda, muitas vezes, cospe para o ar e depois cai-lhes nas trombas. Sempre gostaria de vê-los lidar com um filho drogado. Uma coisa que dá cabo da família e da saúde do próprio filho e são capazes de afirmar categoricamente que é melhor do que ser gay. A sério, como pode haver gente a pensar isto? Estas pessoas são puro lixo. Que estas mentalidades nojentas sejam erradicadas depressa. Gente do demo, capaz de despertar em mim sentimentos absurdos de raiva!

3 comentários:

Marli Neves disse...

Não quero sequer pensar que existem pessoas assim no mundo, ainda. Absolutamente ridículo.

Marli, do My Own Anatomy ♥

Susana Correia Dos Santos disse...

Provavelmente quem mais diz isso é quem nem tem filho nenhum...

Cynthia disse...

Marli, é mesmo. Mas, infelizmente, elas existem :(

Susana, as duas pessoas a quem ouvi isso têm filhos. Um tem 21 anos e o outro tem 4 (os filhos).