terça-feira, 6 de junho de 2017

Mexe-me com os nervos

Pessoas que não mexem os pezinhos. Não é que precise de andar sempre a correr, que eu até sou rapariga de perna curta e não consigo andar extremamente depressa, mas também não gosto de ir a passo de caracol. E irrita-me sobremaneira pessoas que precisam que um pé peça licença ao outro para se mexer, que andam devagar-devagarinho-parado. Como à saída do trabalho. Do balneário ao estacionamento dos autocarros. Ou da área fabril para o balneário. Escolhem o momento de saída para se porem a conversar, o único momento em todo o dia em que uma pessoa tem vontade de se mexer, o único momento em que, realmente, tenho pressa e elas vão ali como se fossem a passear na avenida. Num espaço de passagem, decidem ir lado a lado em vez de em fila, para dar espaço a quem quiser passar. Parece eu que vou na procissão atrás das madames. E isto acontece também muito nos supermercados. Eu também faço compras, pelo que compreendo a necessidade de ter que abrandar para ver os produtos e os preços. Mas se vejo que estou no caminho de alguém, desvio-me. Tento colocar-me, bem como ao carrinho das compras, sempre de forma a deixar espaço de passagem. E sobe-me a mostarda ao nariz com pessoas que andam ali como se fossem os únicos a circular. Que nervos!

2 comentários:

  1. Ahahaha, tantas e tantas assim. precisam de um pequeno empurrão! =)
    Beijinhos,
    http://chicana.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  2. eu costumo rogar pragas a essas pessoas sempre que vou ao ikea. quero despachar-me normalmente, para não perder lá horas, e há sempre lesmas no meio do caminho, a andarem devagar, paradas nos corredores. grrrrr.
    e quando estou com pressa em escadas rolantes também. único país da europa onde as pessoas não andam nas escadas rolantes sempre à direita. pfff.

    ResponderEliminar

Manda o teu bitaite