domingo, 25 de novembro de 2018

1 mês de Alice

No dia em que nasceu

Agora

É espantoso como a minha bebé cresceu e já mudou tanto ao fim de um mês. E como já sinto saudades daqueles primeiros dias ainda no hospital. A partir do momento em que os nossos bebés nascem, o tempo voa. Voa mesmo. Há 9 anos que sinto isto com o Leo, ter uma criança a crescer em casa faz-nos sentir muito mais a passagem do tempo.

Ao fim de um mês, já experimentámos 3 leites diferentes, porque a pequena tinha muita dificuldade em fazer cocós e vomitava. Com este (Nutribén AR Pro Alfa), estava a correr melhor, ou parecia que sim. Começou a fazer mais regularmente e sem ajuda de clister. E deixou de vomitar. Até agora. Voltou ao mesmo, pelo que o próximo passo é marcar uma ecografia para ver o que se passa com a pequerrucha.

Nos primeiros dias, nem pegava na chucha. Agora, vai pegando, mas ainda não é de muito boa vontade. Acho que ela prefere resmungar até se fartar e decidir que sempre é melhor agarrar na chucha para se acalmar. 

Nos primeiros dias, chorava imenso durante o banho, mas passou-lhe depressa, agora é uma delícia. Só chora quando a tiramos para vestir e, aí sim, fica mesmo zangada. Passa-lhe apenas e só quando lhe pomos o biberão na boca.

Se inicialmente dormia imenso e lindamente, agora continua a dormir imenso mas de dia. E não adianta muito tentar acordá-la, porque só funciona quando a despimos. Dormir à noite não é para ela, temos menina de noitadas. Só dorme profundamente a partir das 4 da manhã. Uma maravilha!

Tem muito mau feitio, detesta que lhe lave os braços e lhe vista a parte de cima, porque fica super danada quando lhe prendo as mãos. Grita que se desunha quando tem fome e ataca o biberão como se lhe fôssemos roubar a comida. Mas já se ri muito quando está bem disposta e reage com muitos sorrisinhos quando lhe fazemos festinhas (é uma maricas!).

Tem sido uma adaptação. Com um filho à porta dos 10 anos, já muito independente em todas as tarefas básicas, já não estava habituada e mal me lembrava como era a vida com um recém-nascido. Tem sido cansativo e consome-me imenso tempo. Estava habituada a ter o tempo mais ou menos controlado, as tarefas domésticas em dia e agora tudo isso foi ao ar. Mas a bebé Alice é a luz dos meus olhos. 

Ter filhos é nunca mais viver sem preocupações, é ter sempre um coração a bater fora do peito. Mas é também um amor que não cabe em nós, que nos preenche e nos deixa a flutuar. Não trocava a maternidade por nada. Ter filhos é tudo de bom.💜

5 comentários:

  1. Está cada vez mais linda!! Depois de ler este texto fiquei com vontade, ai!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É linda a minha bebé 😊 imagino q sim. Se o orçamento familiar me permitisse e eu não detestasse a gravidez 😂 acho q tinha um rancho deles! É tão bom!

      Eliminar
  2. Tão fofinha! Continua a fazer estes resumos da vida dela, são uma bela recordação para o futuro. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É muito fofa 😊 é verdade, dão boas memórias ☺ beijinhos

      Eliminar
  3. Tão fofinha a tua bebé :) parabéns, tudo de bom para vocês <3

    ResponderEliminar

Manda o teu bitaite

Locais a conhecer #14 \\ Porto

Já falei aqui muitas vezes nesta cidade e em como ela tem lugar cativo no meu coração. Adoro de paixão a cidade Invicta. Garantidamente, se...