segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Doença maldita


Há dias soube que o namorado de uma colega minha tem pouco tempo de vida. Tem cancro do pulmão e já tem metástases. Já não há nada a fazer e é uma questão de tempo. Saber que se vai morrer em breve deve ser das sensações mais angustiantes. E para as pessoas que o amam acredito ser um desespero cortante.

Hoje, a minha mãe recebeu a notícia de que uma amiga dela morreu no dia em que ia iniciar a quimioterapia. Vimo-la há dois meses na rua. Sabíamos que estava doente, mas quem é que espera ouvir uma notícia destas?

Também hoje, na fábrica onde trabalho, fez-se um minuto de silêncio. Morreu uma colega. Cancro. O monstro. O maldito que leva tantas vidas. A fábrica é um sítio barulhento, com máquinas a trabalhar (contentores de lixo, empilhadores, linhas de montagem, buzinas, apitos, caixas a arrastar, coisas a bater no chão...) e foi extremamente arrepiante, de repente, ouvir soar o toque para homenagear a nossa colega e cair um silêncio sepulcral. Sem máquinas a trabalhar. Sem barulho algum. Toda a gente parada no sítio onde estava a trabalhar no momento, tudo em suspenso. A fábrica inteira com o pensamento naquela mulher de 41 anos.


5 comentários:

  1. Esse bicho... também me levou uma pessoa muito querida. Força...

    ResponderEliminar
  2. Também tenho uma pessoa próxima a passar horrores por causa desta doença maldita :(

    Beijinho

    Lina Soares
    http://trintaporumalinhanoticias.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. o cancro e algo terrível, mas quando nos bate a porta ainda mais terrível é, vivi o cancro bem de perto, levou-me a minha mãe, saber que ia morrer, que tinha dias, semanas de vida, tentar viver com isso foi das coisas mais difíceis da minha vida....não estava preparada, apesar de dizerem que quando se esta a espera e mais fácil, não e mesmo, perder alguém que se ama muito nunca se esta preparado.
    não consigo acreditar que ainda não haja cura para a doença, e que a cura que existe hoje em dia seja tão prejudicial como a própria doença.... espero que o futuro traga a cura e que rapidamente se deixe de morrer desta doença maldita :(

    beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Te dejo mi blog de poesia por si quieres criticar gracias.
    Me gusta mucho el tuyo.
    http://anna-historias.blogspot.com.es.

    ResponderEliminar

Manda o teu bitaite