sábado, 13 de setembro de 2014

Casamento em que cada um paga o seu

Ando a pesquisar informações e sítios, orçamentos, alianças, vestidos, etc... para poder ir em frente com o meu casamento. Se sabia que dava trabalho? Sabia, mas já tenho a cabeça feita em água. E porquê? Poque não há dinheiro! É o problema. Sempre. 

Sei de pessoas que já fazem casamentos assim, em que cada convidado paga a sua parte, seja num serviço de catering (que sai mais caro, segundo o que me apercebo, porque inclui sempre mais coisas), seja num restaurante (em que cobre apenas a refeição e pouco mais). Qual é a opinião por aqui acerca disso?

Já ouvi várias pessoas dizerem que é de mau tom pedir dinheiro aos convidados e que quem quer casar, espera até ter dinheiro ou então não casa. Ora... se eu nunca conseguir ter condições, sendo assim, nunca irei casar. É isto? Se a maior parte das pessoas oferece prenda no dia do casamento, porque não pagar a refeição em vez da prenda? Hum. É uma questão polémica e que, de momento, me está a fritar o cérebro, por não fazer ideia se sigo por esse caminho ou não!

8 comentários:

  1. Cy não faças isso...
    Não vale a pena...
    É de mau tom mesmo.
    Os convidados hoje em dia pagam (pelo menos) o correspondente ao lugar da quinta (refeição, vá).
    Aqui em Coimbra, os convidados oferecem de 75€ para cima..
    A minha melhor amiga casou agora e a primeira coisa que me disse no dia a seguir foi: a quinta ficou logo paga ontem.
    Acho que podes poupar mais no vestido, nisto ou naquilo.
    Mas pedir aos convidados que paguem o seu é de mau tom, porque eles já sabem que é isso que têm de fazer.

    O que te aconselho é: refere no convite que não queres coisas para a casa e que preferes prendas monetárias... Isso sim, já vi e é muito mais subtil...


    Beijinho e boa sorte :)

    ResponderEliminar
  2. R*

    se fosse para pagar cada um o seu, é óbvio q não seria o correspondente a um lugar numa quinta, porque é caro, mas sim num restaurante, onde é muito menos.

    Mas isso de dizeres que é de mau tom porque eles já sabem que é isso que têm que fazer não é bem assim. Já tenho ido a casamentos em que as pessoas, simplesmente, não oferecem nem prenda, nem dinheiro, nem nada. Assumir que o que eles me vão dar vai cobrir (ou uma grande parte) do que vou gastar não me vai pesar na decisão do que vou gastar, porque não posso estar a contar com isso, nunca sei!

    Mas agradeço a opinião, foi para isso que fiz esse e post e agradeço tbm a dica do convite, é muito útil! :P

    beijinho e obrigada :)

    ResponderEliminar
  3. Casei há quase 4 meses, e tinha o mesmo medo do que tu.... Que o dinheiro que fosse receber das prendas não desse para pagar a quinta...

    Mas deu para pagar a quinta a lua de mel e ainda sobrou dinheiro, só com as prendas de casamento.
    Não tenhas medo,arrisca.

    Beijinho✳✳

    ResponderEliminar
  4. Bons preparativos e muitas felicidades!

    www.trapinhartes.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. Karina,

    se conseguir, é isso que vou fazer. O problema é conseguir o dinheiro para pôr primeiro, mesmo que o dos convidados cubra :) mas vou fazer os possíveis.

    E ainda bem que para ti foi assim! :)

    Obrigada, beijinhos **

    ResponderEliminar
  6. Sinceramente nem sabia que isso de cada convidado pagar o seu se praticava. Na minha opinião é de mau tom. Procura bem, se não conseguires pagar uma quinta vê opções mais em conta, como alguns restaurantes com espaços grandes (e giros!) e alguns até têm jardins e uma envolvente engraçada para as fotos!

    ResponderEliminar

Manda o teu bitaite