sexta-feira, 4 de outubro de 2019

E chegam os 31


Hoje estou de parabéns. Se é verdade que, à medida que os anos passam, o entusiasmo com o aniversário já não é o mesmo, é igualmente verdade que devemos sempre lembrar-nos que este dia assinala que completámos mais um ano de vida. E com a idade vem a sabedoria de saber ser grata pela vida, essa coisa tão frágil e escorregadia.

Hoje faço 31 anos. Estou desempregada. O segundo aniversário casada. O primeiro aniversário como mãe de dois. A minha vida tem sido uma montanha-russa (não o é sempre?) mas, felizmente para mim, eu sou uma pessoa optimista. Vejo o copo meio cheio. Hoje, com mais um ano, escolho pensar que, apesar de todos os obstáculos que a vida teima em pôr no meu caminho, tudo é ultrapassável.

Estou cá. Tenho pessoas que amo na minha vida. Sou orgulhosa dos meus filhos e das suas conquistas. Tenciono focar-me sempre nisso. E sempre que a vida me mandar abaixo, eu vou levantar-me. Porque um dia não vou cá estar para o fazer. E enquanto estiver, vou aproveitar!

Comecei o ano de cabelo comprido. Gostava dele como estava. Infelizmente, a praga dos piolhos é lixada. Conviver muito e com muitas crianças, como é o meu caso, resulta nisto. Assim, tive que fazer uma pequena (grande!) mudança de visual. Mas é só cabelo. Cresce. Pelo menos, é o que digo a mim própria todos os dias quando lamento o corte que tive que dar ao meu cabelão.😂

(já sem os malditos piolhos!)

7 comentários:

Manda o teu bitaite

Velhos hábitos

Nunca fui de ver filmes nem séries em outras línguas que não o inglês. Ocasionalmente, mas sempre resisti um bocadinho. É-me estranho, ...