segunda-feira, 8 de abril de 2013

Manias

Meias. Não consigo dormir de meias e, sempre que me deito com elas, acabo por tirá-las. E, na maior parte das vezes, ficam no fundo da cama, tiro-as com os pés e lá ficam. Na manhã seguinte, já não me lembro delas e chego a ter uma colecção de meias aos pés da cama à pala disso, até me aperceber que tenho poucas na gaveta ou até dar por mim à procura de um determinado par, sem sucesso.

Organização. Sempre tive a mania de organizar a roupa por cores, os livros por tamanhos, os vernizes por tons; ter uma caixinha com anéis, outra com pulseiras, uma com elásticos, outra com fios; ter o tapete alinhado com os mosaicos do chão, o edredon e o lençol alinhados à mesma altura de ambos os lados da cama e esta feita sem vincos e dobras no lençol de baixo; álbuns de fotografias separados com etiquetas, uns só para família, outros só para o meu filho, ou só para amigos, etc.; fazer listas de coisas a fazer, marcar e separar tudo com post-its e cores diferentes. Se alguém vai ao meu quarto, eu sei sempre, porque há sempre qualquer pormenor que não está como deixei, nem que seja um objecto 10cm fora do sítio onde costuma estar (obsessive much?).

Corrigir. Desde sempre que me dei bem com as aulas de português na escola, não errava nos ditados, ia a campeonatos de ortografia, escrevia textos, histórias e poemas que mostrava às minhas professoras e sobre os quais recebia elogios (em compensação, sempre um zero à esquerda a matemática). E, se há coisa que me faz espécie, são erros. Dá-me logo comichões! Escritos ou falados e há aqueles que toda a gente diz e que eu fico toda roída quando oiço e tento não corrigir. Porque, parecendo que não, é irritante e há pessoas que podem levar a mal. Mas coisas como trocar o "à" com o "há", colocar cedilhas onde não existem e dizer "tenho um amigo meu" quando a forma correcta é "tenho um amigo" (pois se tens, claro que é teu!) são muito comuns e deixam-me com urticária.

Telemóvel. Sou viciada, sempre fui. Pensei que pudesse passar com a idade e, de facto, melhorou, mas não passou. Já ficava horas agarrada a ele antes de aparecerem as mensagens grátis, mas desde que isso apareceu, que tem sido a minha companhia constante e sem o qual não saio para lado nenhum. O primeiro ainda era da Telecel, passei para a Optimus, depois mais um da TMN e um já da Vodafone, chegando a ter três e usava todos! Actualmente, só tenho um, porque uso menos, tenho menos contactos, sou mais selectiva com as pessoas com quem falo e com quem me dou e, também, porque a vida não está para sustentar três carregamentos constantemente.

O tique de abanar a perna. Isto chega a ser doentio, dizem os meus pais na brincadeira. Mas a verdade é que eu, estando sentada, não consigo estar sossegada e passo o tempo todo nisto. Ontem dei com o meu namorado sentado ao meu lado a fazer o mesmo, há uns dias era o meu pai que dizia que, se estivesse ao pé de mim, passado um bocado, dava por ele a fazê-lo também. Sempre o tive, mas acentuou-se muito mais quando engravidei. Passei a gravidez toda parada, não trabalhava, era cama sofá, sofá cama e pouco mais, passava muito tempo sentada e comecei a fazer isto. Também quase sempre trabalhei sentada. Uma pessoa fica agitada!


E pronto, acho que podia continuar aqui o resto do dia, porque o que não me falta são manias, mas ficamos por aqui. E vocês, quais são as vossas?

5 comentários:

  1. Também não consigo dormir de meias, não existo já sem o telemóvel e mordo-me toda para não passar a vida a corrigir os erros...só o faço mesmo quando tenho muita confiança já com a pessoa. Mas mordo-me toda!

    ResponderEliminar
  2. Partilho contigo o do telemóvel (mas melhorou bastante com a idade), o de corrigir as pessoas (às vezes o reflexo é tão rápido que nem dá tempo para pensar se tenho confiança ou não com a pessoa) e esse de abanar a perna nem se fala. Reza a lenda que até a dormir não páro com a perna, sempre a abanar!
    As manias são essenciais e fazem de nós pessoas únicas :)

    ndnan.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. CM, acredito! Então quando são coisas mesmo básicas e erram... grrr!

    Inês, lá está, comigo também melhorou :P sim, todos temos manias e algumas parece que são comuns a muita gente.

    ResponderEliminar
  4. Hahaha. Essas das meias é que me deu riso! :) Eu até no verão durmo com meias! L0L :) Dos erros ortográficos, bem eu dou muitos, por vezes custa-me um pouco não conseguir diferenciar certas coisas. Não nasci aqui e fiquei sempre com "restos" do castellano (Venezuela).

    Um beijinho grande*

    ResponderEliminar
  5. Karina, mas isso é diferente, querida. Isso é normal! Falo dos portugueses, que cá andaram à escola e que sempre conheceram a língua. Mas, por acaso, ainda não detectei nenhum erro teu ;)

    ResponderEliminar

Manda o teu bitaite