quarta-feira, 3 de abril de 2013

Falta de tempo

Agora que comecei a trabalhar e, principalmente, ainda não ter aprendido a gerir bem o tempo com estes horários, deixa-me sem tempo nenhum para cá vir. Chego a casa à 1h30 da manhã, deito-me por volta das 2h. Às 9h/9h30 já tenho que me levantar, para poder passar algum tempo com o meu filho, que vai para a creche às 13h. E durante a manhã tenho ainda que tomar banho, dar-lhe banho, preparar lanche para levar para o trabalho, vestir, tratar de roupa e loiça, fazer o almoço. Depois há sempre mais qualquer coisita a fazer, ou é anotar as encomendas da Avon, ou é receber a encomenda e separar os produtos todos, ou é ter que ir aos correios enviar qualquer coisa. É uma correria. Só vou poder descansar como deve ser nos fins-de-semana, porque os restantes dias serão todos assim.

O segundo dia de trabalho passou-se um pouco melhor. Apesar de que chega ali às 23h30, mais ou menos, já começo a ver tudo trocado, já sinto a vista cansada e a esforçar para acertar com as peças. Mas já me oriento um pouco melhor dentro da fábrica, já consigo voltar ao posto de trabalho sozinha à primeira, ainda que sem ter muito a certeza do caminho. Já consigo encontrar a casa de banho e o refeitório sem problemas. Menos mal!

6 comentários:

  1. Aos poucos, tudo vai ao sítio =)

    ResponderEliminar
  2. Com o tempo tudo melhora, vais ver. :)

    ResponderEliminar
  3. Vai melhorar de dia para dia e vais ser muito feliz lá vais ver! Bjinhos***

    ResponderEliminar
  4. com o tempo vais conseguir organizar-te melhor.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Obrigada pelo apoio ;) um beijinho a todas

    ResponderEliminar
  6. Olá! Vim aqui por curiosidade, através do blog Trapinhartes, e vou aproveitar para fazer um comentário: o meu marido trabalha por turnos e também temos um filho pequeno como tu... primeiro que eu me habituasse aos novos horarios, foi um drama...
    Hoje em dia já não estranho, aos poucos vamo-nos habituando e adaptando os nossos habitos às novas necessidades.
    Por isso, acredita, é uma questão de hábito! :)

    ResponderEliminar

Manda o teu bitaite