sábado, 4 de novembro de 2017

Emerald City


Sinopse: Descrita como uma releitura moderna e obscura dos 14 livros que lidam com o universo do Mágico de Oz, a nova série segue um estilo parecido com Game of Thrones. As narrativas incluem guerreiros mortais, reinos em competição e um mágico que nunca vimos antes. Na trama, uma teimosa Dorothy Gale, de 20 anos é, contra a sua vontade, enviada para uma jornada que a coloca no centro de uma batalha épica e sangrenta pelo controle de Oz.

Bruxa Má do Leste

Dorothy e a Bruxa Má do Oeste

Dorothy e Sylvie

Glinda e a Bruxa Má do Oeste

Roan/Lucas e Glinda

O Feiticeiro de Oz

Tip/Princesa Ozma

Opinião: Bom, eu não incluí Emerald City na rubrica Séries viciantes, porque, com muita pena minha, esta é uma série que não me cativou muito. Primeiro, os pontos fortes. Gostei muito da adaptação da história da Dorothy no mundo de Oz desta forma obscura, violenta, crua e com um dedinho de realismo e não apenas fantasia. Bom impacto visual, com efeitos e uma imagem apelativos aos olhos. Faz-nos encarar este clássico de uma forma mais adulta, pois perde todo o encanto infantil do mundo fantasioso da história original. Gostei muito da personagem da Bruxa Má do Oeste, excelente interpretação. Infelizmente, porém, o argumento desta nova versão fica muito aquém das expectativas. É mal construído, mal desenvolvido e, apesar de ter boas bases, não foi bem trabalhado. Os pontos mais importantes e, supostamente, mais emocionantes, da história não são capazes de nos arrebatar e todo o desenvolvimento da trama é um pouco confuso e desconexo. Podem ver por vocês mesmos, se vos chamar a atenção. Mas as audiências de Emerald City não foram favoráveis, causando o cancelamento da série após a primeira temporada. Alguém por aí conhece a série?

3 comentários:

Manda o teu bitaite

Qualidades e defeitos

Aproveitava um momento de descanso  da Alice para começar o caderno de saúde dela, como tenho para o meu filho, onde aponto tudo o que está...