quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Conversar no trabalho


Desde que entrei para a nova empresa, toda a gente me mói a cabeça porque eu não falo. Recordo-me que, há 5 anos, quando entrei para o meu anterior emprego, também me perguntavam se eu era sempre assim tão caladinha. Claro que, com o tempo, começo a ficar um pouco mais conversadora, mas a verdade é que eu não sou mesmo muito de grandes conversas. Inclusivamente, saí da fábrica onde estive todo esse tempo sem deixar lá amigos. Deixei colegas de quem gostava, pessoas porreiras, divertidas, mas não criei raízes. Porque eu sou mesmo assim, não me ligo às pessoas. Uma das minhas colegas disse-me que devia falar com eles, que faço parte da equipa, que assim o tempo passa mais rápido, nem que seja para dizer disparates e que, se não falar, vão começar a pensar todo o tipo de coisas, como por exemplo que eu não gosto de estar ali ou que não gosto das pessoas com quem trabalho. Vamos lá a ver... eu sei que sou um bichinho antissocial, mas, afinal, eu estou lá para fazer conversa ou para trabalhar? Não sabia que ser faladora era um pré-requisito para ser funcionária ali. Não tenho que fazer conversa de circunstância só porque podem pensar isto ou aquilo. Sou uma pessoa que não gosta de falar, nem de grandes confianças com desconhecidos, que é aquilo que eles são para mim. Não tenho nada contra as pessoas, nem razão de queixa, na verdade, todos têm sido impecáveis comigo, explicam-me tudo, tiram-me todas as dúvidas que eu possa ter, são simpáticos. Contudo, eu não estou ali para conversar e se eu quiser estar só na minha a trabalhar, é isso que vou fazer, ora essa.

10 comentários:

  1. Definitivamente quanto mais vou lendo aqui mais me convenço que somos almas gémeas !!(sim porque irmãs gémeas separadas á nascença dificilmente seriam tão parecidas! LOL )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahah, folgo em saber que há mais como eu :P

      Eliminar
  2. Eu também sou como tu. No meu último trabalho estive lá 9 anos e fiz 2 amigos que ainda hoje mantenho, apesar de ter saído de lá há 2 anos. E fiz essas amizades precisamente porque na seguradora eram considerados brutos, insensíveis e anti-sociais. Eu era a snob e altiva. Como nos olhavam de lado acabamos por formar o triângulo dos estranhos no serviço lol

    ResponderEliminar
  3. Apesar de ser bastante calada no trabalho falo imenso com as minhas colegas. Partilhamos ideias, dizemos parvoíces. Às vezes é o que nos safa da loucura!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não critico isso :) cada um age como melhor o fizer sentir! Se isso te ajuda, acho que fazes muito bem.

      Eliminar
  4. Eu também não sou muito faladora.
    Entendo-te, perfeitamente.
    E é que depois nunca temos a certeza se as pessoas são de confiança.
    Hoje em dia, é para esquecer.

    Beijinhos, Diana.

    ResponderEliminar
  5. Todos os meus problemas, na empresa onde estou, começaram porque eu não sou de conversas.
    Odeio falar da minha vida pessoal como eles falam. Não sou de sorrisos nem nada disso e olha, passo por mal educada, antipática, eu sei lá...

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como se todo este mundo tivesse que saber da nossa vida. E, pior, há pessoas (que deve ser o caso, pelo que descreves) que ficam com raiva por não falarmos sobre a nossa vida... Com franqueza.

      Eliminar

Manda o teu bitaite

O último trimestre

Como está a ser o vosso mês final de gravidez? É o título do tópico publicado no fórum De Mãe para Mãe, que podem ler ao aceder a esse ...