sexta-feira, 25 de maio de 2018

O quarto da bebé


Agora que sei que vou ter uma menina, já prevejo toda uma inundação de coisas cor-de-rosa a serem oferecidas a esta criança. Não há como evitar. Contudo, recuso-me terminantemente a ter um quarto completamente maricas, todo cor-de-rosa. Não. Não é coisa para mim. Do meu filho, optei por pintar de verde, amarelo e azul, sempre em tons clarinhos. Desta vez, estamos a ponderar o amarelo e o laranja, mas também em tons suaves, que acho que é o que um quarto de bebé pede, não cores muito berrantes. Acho que vou dispensar o cor-de-rosa nas paredes e no mobiliário, porque tenho a certeza que ela já vai ter muitas outras coisas dessa cor. Não é que eu não goste de rosa, vamos lá a ver. Eu gosto! E acho que elas ficam amorosas de rosa. Não se trata de aversão total a esta cor, que eu própria uso. Acho é piroso como tudo SÓ usarem rosa quando têm meninas. Vale também para os rapazes com o azul. Torna-se um bocadinho enjoativo. A primeira roupa do meu filho foi amarela, não azul. Tantas cores que há, porquê limitar a criança só a uma?

3 comentários:

  1. Antes da confirmação do sexo do bebé já tinha mandado pintar o quarto de verde. Se fosse rapaz seria verde com o tema da selva. Se fosse menina verde com desenhos ou papel de parede com flamingos. Saiu uma selva :-)

    ResponderEliminar
  2. Acho que fazem muito bem. E as cores suaves são mesmo a melhor opção.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  3. Quando tiver filhos seja menino ou menina não quero ficar pelas cores típicas. Há cores tão giras.

    ResponderEliminar

Manda o teu bitaite

Qualidades e defeitos

Aproveitava um momento de descanso  da Alice para começar o caderno de saúde dela, como tenho para o meu filho, onde aponto tudo o que está...