sábado, 19 de maio de 2018

Eutanásia


Gostava de perceber um bocadinho a mente das pessoas que condenam a despenalização da eutanásia. Gostava de entender porquê. A eutanásia não é mais do que escolher morrer sob as nossas condições. Entendo que para uma família seja imensamente difícil aceitar que um ente querido escolha esse caminho, mas é egoísta querer que a pessoa se mantenha viva em circunstâncias muitas vezes degradantes, em que a saúde vai decaindo cada vez mais, sabendo que não há uma solução, que não há retorno. Se soubermos que vamos efectivamente morrer devido a uma doença terminal, devemos poder ter a opção de não querer chegar ao pior estado que podemos atingir antes de a nossa vida terminar. Não é justo para um doente ser obrigado a arrastar uma vida em condições deploráveis, tendo muitas vezes que depender de outros para executar funções básicas. Não é justo que não possamos escolher partir deste mundo enquanto ainda estamos na posse das nossas capacidades. Se esse for o desejo de um familiar nosso, sei que é algo que não iremos querer aceitar, porque o egoísmo inato ao ser humano quer prolongar ao máximo o tempo que temos com quem amamos. Não há como evitar esse sentimento, nem como aceitar de ânimo leve que alguém que nos é querido queira seguir essa via. Mas não podemos ser egoístas a esse ponto, devia ser possível cada um ter poder de decisão sobre si mesmo. Não está a matar ninguém, não está a tirar mais nenhuma vida senão a sua. É apenas justo que possamos ter a dignidade de decidir não sofrer mais.

1 comentário:

  1. É um assunto complicado.
    Só mesmo passando pela situação é que as pessoas terão noção.

    Beijocas

    ResponderEliminar

Manda o teu bitaite

Qualidades e defeitos

Aproveitava um momento de descanso  da Alice para começar o caderno de saúde dela, como tenho para o meu filho, onde aponto tudo o que está...