sexta-feira, 22 de julho de 2016

52 semanas: Semana 23 #Coisas que me incomodam no mundo contemporâneo

Crianças demasiado agarradas às tecnologias

Não é que ache mal introduzir a tecnologia na vida das crianças, dar-lhes a conhecer. Acho até importante e, de certa forma, cada vez mais difícil de adiar isso para uma idade mais tardia. No entanto, acho um exagero que para tudo se use um computador, um tablet ou um telemóvel. Serve para entreter e calar uma criança quando é conveniente para os adultos. Devia ser apenas mais uma forma de entretenimento e não a única.

Lixo no chão

Incomoda-me, desde sempre, ver alguém a mandar lixo para o chão. Faz-me mesmo impressão. Devia haver mais caixotes do lixo pela rua, mas não é só isso que faz a diferença. Por vezes, mesmo com caixotes perto, as pessoas optam por mandar para o chão. Eu, geralmente, opto por deixar na mala até chegar a um caixote do lixo mais próximo.

Maus patrões

Irrita-me imenso que os patrões usem a posição de autoridade para abusarem do poder sobre os empregados. São umas bestas e valem-se do facto de as pessoas precisarem de trabalho e dinheiro para fazerem delas o que querem. Esquecem-se que estão a lidar com seres humanos e não com números. Não sabem colocar-se no lugar do empregado, quando, na maior parte das vezes, muitos deles já estiveram nessa mesma posição.

Preconceito

Sempre detestei todo e qualquer tipo de preconceito. Não vamos ser hipócritas e dizer que não somos todos um pouco preconceituosos. A questão aqui é se escolhemos guardar certas opiniões para nós e olhar para além delas, dando oportunidade às pessoas de mostrarem mais do que um único aspecto da sua personalidade ou da sua vida... ou se escolhemos ser preconceituosos e excluir, gozar e maltratar pessoas só porque têm uma religião, uma forma de vestir, uma orientação sexual, uma cor de pele ou seja o que for diferente de nós. É triste.

Trabalho temporário

O trabalho temporário foi a pior merda que inventaram. Aposto que as empresas adoram. Isto para os patrões é o céu, podem pôr e dispor das pessoas como bem lhes apetece sem ter que dar justificações, pré-avisos ou indemnizações. É verdade que o trabalho temporário dá emprego a muita gente, mas porquê? Porque é só o que há... Se não houvesse disto, as empresas precisavam na mesma de pessoas e teriam que as contratar através da própria empresa, sem contratos temporários. Assim... a malta lixa-se, trabalha com ordenados miseráveis, em condições pouco dignas e sempre com a instabilidade à porta.

3 comentários:

  1. Crianças com demasiado acesso a tecnologias é coisa para me irritar solenemente.

    ResponderEliminar
  2. Olá Cy :)
    Concordo com todos os pontos que assinalaste. Eu não conseguiria explicar melhor. Também são coisas que me irritam muito, todas.
    Às vezes não entendo o ser humano:
    Se têm os filhos, porque é que depois os andam sempre a "despachar"?
    Se não querem ser julgados, porque é que julgam os outros?
    Os chefes que não se conseguem pôr no lugar dos empregados, as empresas (que são geridas por humanos) a usarem e abusarem dos contratos temporários, falsos recibos verdes e outros.
    E o lixo no chão, isso irrita-me mesmo muito. Mas em casa deles também põem o lixo no chão?
    Vá-se lá entender esta gente.
    Boa semana :)

    ResponderEliminar
  3. Acho que todas estas coisas me irritam solenemente, também!

    ResponderEliminar

Manda o teu bitaite