terça-feira, 21 de março de 2017

Mommy's little girl


Sinopse: Sadie, de 10 anos, foi criada com os avós controladores e severos numa casa remota no meio do campo, sem amor, sem frequentar a escola e sem socializar com outras crianças. Quando, finalmente, pode ir viver com a mãe, está determinada a não deixar que ninguém as separe, o que torna a adaptação à nova família e à nova vida muito difícil.


Opinião: É, certamente, um filme inquietante. Porque quando pensamos em psicopatas, a primeira coisa que nos vem à cabeça não são crianças. Bem, falo por mim. E, apesar de não ser baseado em factos reais, acredito que uma situação assim possa tornar-se real. Uma conjugação de maus genes com uma educação austera e cruel pode afectar muito a personalidade de uma criança. Crescer sem amor, no meio do nada, com adultos que a tratam mal e que lhe incutem a agressividade como uma coisa normal podem impedir a criança de distinguir o certo do errado. É muito sinistro assistir a comportamentos tão frios e tão incrivelmente cruéis vindos de uma criança. O desespero louco em sentir-se amada após anos sem carinho e a determinação em manter esse amor torna esta personagem completamente desequilibrada e faz-nos perguntar como é que se lida com uma criança assim, como é que se aceita que um filho nosso possa ter estas tendências para a loucura?

4 comentários:

  1. As tendências psicopatas começam desde pequenos, há certos comportamentos que têm que não são "normais" por comparação com outras crianças e pode detectar-se esse problema relativamente cedo, prestando atenção =p não conheço a série, mas fiquei curiosa!

    ResponderEliminar
  2. Ui que este filme deve ser daqueles bem duros.
    Fiquei curiosa.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Eu já vi. Na FOX Life. É incrível como as crianças podem ser tão más.

    ResponderEliminar
  4. Sofia, é um filme :) e eu tenho noção que se manifestam na infância, mas o prestar atenção é difícil porque nunca pensamos que os nossos filhos podem ter tendências homicidas :o

    Mamã, por acaso, não é dos piores, mas deixa-nos a pensar e desinquieta-nos a mente...

    Diana, é mesmo incrível e custa a crer. Também vi na Fox Life ;)

    ResponderEliminar

Manda o teu bitaite